A Peculiar Tristeza Guardada Num Bolo de Limão | Aimee Bender - Pronome Interrogativo • Blog e Canal •
junho 08, 2013 Falando de Resenhas

A Peculiar Tristeza Guardada Num Bolo de Limão | Aimee Bender


Resenha A Peculiar Tristeza Guardada Num Bolo de Limão

Título: A Peculiar Tristeza Guardada Num Bolo de Limão
Autor: Aimee Bender
Editora: Leya
Skoob: Adicione!
Compre o livro: SARAIVA | SUBMARINO | CULTURA | E-BOOK
Classificação: EstrelasEstrelasEstrelasEstrelasEstrelas

O que você faria se pudesse sentir o gosto das emoções? Rose Edelstein é uma menina que descobriu ter um talento incomum: ela sente o sabor das emoções das pessoas que preparam aquilo que come. E tudo começou semanas antes de seu aniversário quando, depois de uma briga com seu pai, sua mãe resolveu fazer um delicioso bolo de limão. Imagine o que você faria se seu paladar pudesse decifrar o gosto das emoções? É com isso que Rose tem de conviver daqui para frente. Com apenas nove anos, a curiosa menina sabe o que cada um sente secretamente e percebe que nunca mais comerá seus pratos preferidos do mesmo jeito. E o que ela pode fazer para lidar com isso?

Terminei de ler A Peculiar Tristeza Guardada Num Bolo de Limão sem saber exatamente o que achar do livro. Não que ele seja ruim ou confuso, é apenas diferente. Isso é raro acontecer, geralmente concluo um livro já com uma opinião formada, gostando ou não. Mas com esse, foi diferente.

Encontramos em Rose, com apenas nove anos, num primeiro momento, uma menina que tem um coração que transborda compreensão. Mas no dia de seu aniversário, quando sua mãe prepara um bolo de limão quentinho envolto por chocolate, uma receita que elas haviam procurado por um bom tempo, ela não sentiu apenas o sabor do chocolate e dos limões frescos. Rose sentiu um sabor que sobrepujava a simples acidez, ela sentia um sabor que sabia que estava ligado à mãe. A partir desse dia, ela começa a sentir o sabor de todo e qualquer sentimento. Rose tentava evitar a comida assada da própria mãe, já que era dessa forma que sentia a maior parte do gosto daquilo que ela estava sentindo, daqueles sentimentos. Após a descoberta de seu dom, comia comida industrializada, feita por uma máquina, ou a comida feita pela triste menina da cantina, porque nela encontrava uma tristeza tão palpável, que dava prazer em comer algo preparado por ela.

Não era um gosto ruim, mas havia uma espécie de ausência da perfeição dos sabores, o que fazia com que o bolo parecesse oco, como se o limão e o chocolate estivessem apenas envolvendo o vazio. As mãos habilidosas de minha mãe fizeram o bolo e sua mente soubera como equilibrar os ingredientes, mas ela não estava lá, quero dizer, no bolo.

Procurando um refúgio para poder contar sua mais nova descoberta, Rose tenta revelar o que acontecia para Joseph, seu irmão mais velho, considerado pelos pais um prodígio que queria apenas ter seu próprio espaço, mas na realidade tinha sérios problemas de socialização. Ao invés de encontrar apoio do irmão mais velho, encontra algo verdadeiro em George, o único amigo que seu irmão tinha e quem dera real atenção para o que Rose estava passando. Mas por que ela não contou para os pais? Por um lado, Rose tinha uma mãe que desistia de tudo que iniciava e parecia viver num mundo que não era o real. Além disso, o relacionamento que os pais tinham não colaborava em nada para criar um laço familiar firme, onde as brigas eram constantes. E por outro lado, o pai era completamente distante quando o assunto era agir como tal.

Muitas crianças acabam descobrindo que seus pais são cheios de falhas e complicados mais adiante, quando já estão um pouco mais velhos, e eu não gostei nada de descobrir isso com tanta força e tão cedo.

Ao conhecer o sentimento que está impregnado na comida da mãe, Rose acaba descobrindo coisas que nenhuma criança gostaria de lidar com tão pouca idade. E essa relação e sentimento é levado até o final do livro, quando a encontramos com seus 22 anos.

Cada detalhe da narrativa, até mesmo as flores que permeiam a história, é um sinal das mudanças que ocorrem nos personagens. A Peculiar Tristeza Guardada Num Bolo de Limão não é uma simples história sobre uma menina que sente o gosto dos sentimentos das pessoas através da comida que preparam, é uma história sobre fazer parte de uma família que deixa de lado coisas singelas mas que são realmente importantes. Provavelmente você vai se perguntar o motivo de eu ter ficado tão em dúvida sobre o que vi no livro e a resposta é ao mesmo simples e complexa: o realismo mágico criado. Ao meu ver, a autora poderia ter trabalho de outra forma ou até mesmo ter utilizado um outro elemento na história. Faltou algo para mim, apenas isso. Mas não tiro o mérito de tudo o que Aimee Bender criou, já que em diversas partes desejei saber o sabor do que muitas pessoas preparam e dividi as dores que Rose sentia ao ser ignorada pelo irmão ou por ser trata com indiferença, simplesmente por culpa da descrição impecável de cada detalhe.



Deixe o seu comentário

6 Respostas para "A Peculiar Tristeza Guardada Num Bolo de Limão | Aimee Bender"

Mirelle - 09 junho 2013 às 22:03

Nossa Tha, amei a resenha. Nunca tinha ouvido falar desse livro. Só o título já é bem peculiar, a sinopse muito interessante e a resenha bem instigante. Realmente a premissa da história é diferente, e talvez seja complicado embarcar na piração da autora.. mas como já vi uma reportagem na Globo sobre uma história verídica parecida, de uma pessoa que vê cores nos sons.. então fiquei mega curiosa para ver o que a autora aprontou na trama. Valeu a dica. Beijão, Mi

http://www.recantodami.com

Responder

Bruna - 10 junho 2013 às 17:59

Oiie :DD
Ameeei sua resenha, não conhecia o livro e me interessei só pelo nome. A história em si é bem diferente de tudo que esta fazendo sucesso. Agora fiquei mega curiosa ^^
Brubs
Livros de Cabeceira
@IWannaRuffles

Responder

Bruna - 10 junho 2013 às 18:00

Oiie :DD
Ameeei sua resenha, não conhecia o livro e me interessei só pelo nome. A história em si é bem diferente de tudo que esta fazendo sucesso. Agora fiquei mega curiosa ^^ Vou coloca-lo na minha lista ^^
Brubs
Livros de Cabeceira
@IWannaRuffles

Responder

Isadora Ferreira - 10 junho 2013 às 19:13

Oi Tha, tudo bem?
Nunca tinha visto nada sobre esse livro e agora, depois de ler sua resenha, achei que “A Peculiar Tristeza Guardada Num Bolo de Limão” parece ser um livro bem interessante. Que dom diferente que Rose arranjou, né? Fiquei com muita vontade de provar esse bolo,oppsss, quero dizer, de ler esse livro.
Parabéns pela resenha, está ótima!
Beijos!
Sonho de Biblioteca

Responder

Keith Pappen - 10 junho 2013 às 20:29

Adorei a sua resenha, ainda não conhecia. Beijão <3

http://www.detalhesamor.blogspot.com

Responder

Marla - 12 junho 2013 às 11:04

Fiquei totalmente intrigada pelo titulo do livro, por esse motivo acabei me interessado em ler a resenha, que por sinal esta ótima detalhado todos os pontos importantes da trama. Gostei do enredo ao mesmo tempo em que o achei diferente. Esse é um livro, que se tiver uma oportunidade lerei com certeza.

*bye*

http://loucaporromances.blogspot.com.br/

Responder

Instagram

Pronome Interrogativo • Blog e Canal • • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por