A Cabeça de um Homem por Georges Simenon - Pronome Interrogativo • Blog e Canal •
janeiro 19, 2015 Falando de Resenhas

A Cabeça de um Homem por Georges Simenon


A Cabeça de um Homem

Título: A Cabeça de um Homem
Autor: Georges Simenon
Editora: Companhia das Letras
Skoob: Adicione!
Onde comprar: CULTURA | AMAZON | SARAIVA | SUBMARINO
Classificação: EstrelasEstrelasEstrelasEstrelasEstrelas

Maigret tenta provar a inocência de um homem condenado à morte por um assassinato brutal. Enquanto se desenrola seu plano, ele encontra expatriados americanos com segredos que poderão trazer toda a verdade à tona.

.
.
Georges Simenon tem uma fama gigantesca quando o assunto é literatura policial. O personagem Maigret permeia a maioria de suas histórias e é uma figura que faz muito mais do que encontrar um culpado, ele é um agente da verdadeira justiça. E é dessa forma que A Cabeça de um Homem se desenvolve.

Maigret se vê preocupado com a forma que um de seus casos se desenrolou e foi concluído. A sra. Henderson, uma viúva, e sua criada foram encontradas mortas e Joseph Heurtin era, com todas as evidências encontradas no local, o culpado. Mas o comissário não se sentia à vontade com isso, visto que Heurtin não se pronunciava e muito menos se manifestava. Maigret começara a considerá-lo louco ou inocente.

Para testar a possível inocência e/ou loucura do rapaz, é traçado um plano de permitir que ele fugisse da prisão, onde estava sentenciado à morte, para ver quem veria ou o que faria. Tal atitude foi tomada para realmente entender a cabeça de um homem.

– Vai ser um escândalo.
– Como o senhor diz…
– A cabeça de um homem importa menos que um escândalo?

Este foi o primeiro livro que li do Georges e foi uma leitura muito feliz! Sou fã de literatura policial e apesar dos clichês e reviravoltas da história, algumas vezes previsíveis, foi uma leitura muito agradável. O autor tem uma forma muito sutil e cadenciada de levar o leitor, você termina de ler e nem percebe que chegou ao fim.

Fiquei encantada com a postura que Maigret possui. Não é aquele policial agressivo, que qualquer coisa o tira do sério. Pelo contrário, caso algo esteja incomodando-o, ele se concentra ainda mais e vai até a raiz do problema para saber o que, exatamente, está errado. É minucioso e, apesar da prepotência dos que o rodeavam, sua percepção das coisas está sempre aguçada. Assim como muitos que têm a mesma profissão que ele em outras histórias, parece ter problemas com a esposa por se dedicar demais com o trabalho, mas esse foi apenas um olhar superficial do seu dia a dia. Mas confesso que esse é um personagem que faço questão de conhecer mais histórias.

A Cabeça de um Homem

A construção dos personagens paralelos é essencial para o livro ter o sentido que tem. Todos, com alguns diálogos rápidos e outras interações que demandam mais tem, são importantes para a solução do problema. Apesar de conhecermos a maioria superficialmente, já é o necessário para seguirmos com a história.

Para quem ama livros policiais, essa é uma leitura e tanto. E o que mais me deixou feliz foi o fato do autor não se preocupar com descrições extremamente detalhadas, ele dá o essencial para o leitor e vamos completando as lacunas necessárias. É incrível como é possível chegar ao cerne da investigação junto com Maigret e perceber quantos detalhes podemos deixar passar.

Apesar de ser um livro curto e rápido, é um caso gostoso de ser solucionado! Vocês já leram algum título deste autor?

YoutubeTwitterFacebookInstagramSkoobGoodreads



Deixe o seu comentário

3 Respostas para "A Cabeça de um Homem por Georges Simenon"

Luana - 25 janeiro 2015 às 22:48

Estava lendo sobre Dançarina de Cabaré, do mesmo autor, e quando vi sua resenha, fiquei bastante curiosa. O autor tem bastante livro curto e com o mesmo personagem, o que dá continuidade para o caráter e para mudanças.

Responder

Clube do Crime - 17 março 2015 às 20:41

Oi Thaís!
Deixo o convite para conhecer o Clube do Crime, página dedicada ao catálogo policial da Companhia das Letras, que está republicando a obra de Georges Simenon no Brasil!

Site: http://www.clubedocrime.com.br/
Facebook: https://www.facebook.com/clubedocrime

Responder

Grazielli de Moraes - 25 março 2015 às 15:07

Adorei o blog e a resenha!

Aceita parceria?

Responder

Instagram

Pronome Interrogativo • Blog e Canal • • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por