Listas Archives - Pronome Interrogativo • Blog e Canal •
março 20, 2013 Falando de Listas // Listas Literárias // Top 5

Top 5: Livros que Lembram o Outono


O outono para alguns é uma simples estação, mas olhando pelo lado poético é algo bem profundo. Os poetas de haicai, por exemplo, têm na lua de outono uma grandiosa fonte de inspiração e é também no outono, em alguns livros, que o amor acontece. É por isso que resolvi fazer um Top 5 com os livros que tenham histórias que lembram e parecem acontecer no outono e outros com a capa que lembrem a estação.

1 – Outono de Sonhos – Adriana Brazil

Outono de Sonhos é o primeiro volume da Série Foi Assim que te Amei. Nesse romance Helen é uma jovem cheia de sonhos e objetivos a conquistar, filha única de uma família estruturada e feliz. No início da trama ela se vê envolta à expectativa do primeiro dia de aula na faculdade de Letras da UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina. O talento para escrever rende a Helen o convite para dar continuidade a um projeto parado na faculdade, terminar um conto de amor entre um príncipe e uma plebeia, iniciado pelo escritor e estudante de teatro, Andrew Gamberini, que sofreu um acidente há um ano e abandonou a faculdade. Conforme entra em contato com a trama, Helen descobre-se apaixonada pelo seu autor e viverá intensamente um romance pelas quatro estações do ano. Outono dos Sonhos é uma obra apaixonante, levando o leitor a mergulhar em uma surpreendente e emocionante história de amor.

.

2 – A Casa das Orquídeas – Lucinda Riley
Quando criança, a pianista Júlia Forrester passava seu tempo na estufa da propriedade de Wharton Park, onde flores exóticas cultivadas pelo seu avô nasciam e morriam com as estações. Agora, recuperando-se de uma tragédia na família, ela busca mais uma vez o conforto de Wharton Park, recém-herdada por Kit Crawford, um homem carismático que também tem uma história triste. No entanto, quando um antigo diário é encontrado durante uma reforma, os dois procuram a avó de Júlia para descobrirem a verdade sobre o romance que destruiu o futuro de Wharton Park… E, assim, Júlia é levada de volta no tempo, para o mundo de Olívia e Harry Crawford, um jovem casal separado cruelmente pela Segunda Guerra Mundial, cujo frágil casamento estava destinado a afetar a felicidade de muitas gerações, inclusive da de Júlia.

3 – A Escolha – Nicholas Sparks

Travis Parker possui tudo o que um homem poderia ter: a profissão que desejava, amigos leais, e uma linda casa beira-mar na pequena cidade de Beaufort, Carolina do Norte. Com uma vida boa, seus relacionamentos amorosos são apenas passageiros e para ele, isso é o suficiente. Até o dia em que sua nova vizinha, Gabby, aparece na porta. Apesar de suas tentativas de ser gentil, a ruiva atraente parece ter raiva dele. Ainda sim, Travis não consegue evitar se engraçar com Gabby e seus esforços persistentes o levam a uma jornada que ninguém poderia prever. Abrangendo os anos agitados do primeiro amor, casamento e família, A Escolha nos faz confrontar a questão mais cruel de todas: Até onde você iria manter o amor de sua vida?

.

4 – Presentes da Vida – Emily Giffin
Darcy Rhone sempre teve todos os homens aos seus pés. Tinha um emprego glamouroso, um seleto círculo de amizades e um noivo perfeito, Dexter Thaler. No entanto, tudo mudou quando Darcy se envolveu com o melhor amigo de seu noivo… Seu noivado acabou e perdeu sua melhor amiga, Rachel. Incapaz de assumir responsabilidades e de enfrentar todo esse mal-estar, Darcy foge para Londres, para a casa de um amigo de infância, imaginando que poderia passar uma borracha em tudo isso. Mas, para seu desânimo, Londres se torna um mundo estranho, onde seus truques de sedução não mais funcionam e onde sua sorte parece ter se evaporado. Sem amigos nem família, Darcy precisa dar novo rumo à sua vida e, assim, começa uma linda trajetória rumo ao crescimento e ao amor.

5 – As Violetas de Março – Sarah Jio

Emily Taylor é uma mulher jovem e escritora de sucesso, mas não gosta muito de seu próprio livro. Também tem um casamento que parece ideal, no entanto ele acabará em divórcio. Sentindo que sua vida perdeu o propósito, Emily decide fazer as malas e passar um tempo em Bainbridge — a ilha onde morou quando menina — para tentar se reorganizar. Enquanto busca esquecer o ex-marido e, ao mesmo tempo, arrumar material para um novo — e mais verdadeiro — livro, um antigo colega de escola e o namorado proibido da adolescência tornam-se seus companheiros frequentes. Entretanto, o melhor parceiro de Emily será um diário da década de 1940, encontrado no fundo de uma gaveta. Com o diário em mãos, Emily sentirá o estranhamento e a comoção causados pela leitura de uma biografia misteriosa que envolve antigos habitantes da ilha e que tem muito a ver com sua própria história. Assim como as violetas que desabrocham fora de estação para mostrar que tudo é possível, a vida de Emily Taylor poderá tomar um rumo improvável e cheio de possibilidades.

Quais os livros vocês colocariam?

fevereiro 09, 2013 Falando de Carnaval // Listas // Listas Literárias // Top 5

Top 5: Cenários de Livros que Gostaria de Visitar


Na sexta-feira o Carnaval começou para muita gente, principalmente para os que gostam de curtir a festa e para quem gostam de viajar. Eu particularmente prefiro ficar em casa lendo e descansando. E foi assim que pensei em criar um Top 5 com os cinco lugares que eu gostaria de visitar que são relatados em livros que eu já li.


E você, qual o lugar que gostaria de visitar?

dezembro 18, 2012 Falando de Listas // Listas Literárias // Top 5

Top 5: Os melhores livros lidos em 2012


outubro 12, 2012 Falando de Listas // Listas Literárias // Top 5

Top 5: Crianças Mais Legais da Literatura


Hoje, dia 12 de outubro, é o dia das crianças. Mas também é o Dia da Leitura! Impossível deixar esta data tão legal de lado, uma combinação praticamente perfeita. O incentivo à leitura é uma coisa importantíssima, principalmente quando a criança está em seus anos inciais. Como adultos, é importante ser um exemplo, portanto, leia sempre.

Mas a lista de hoje será com as crianças mais legais da literatura. Vamos lá?

1- Zézé (Meu Pé de Laranja Lima)
O livro Meu Pé de Laranja Lima é o meu preferido, vocês devem se lembrar deste título porque existiu uma telenovela que passou na TV Tupi (1970) e na Bandeirantes (1980 e 1998) baseada no livro. E Zézé, o personagem principal, é o menino mais arteiro e mais sensível que já conheci. Ele é uma criança que ama aprender, mas também era extremamente arteiro, acredito que o motivo disso era a ausência dos pais por trabalharem muito. Ao se mudar de casa, ele ele encontra seu mais novo melhor amigo, um pé de laranja lima.

2- Marcelo (Marcelo, Marmelo, Martelo)
As crianças tem o poder de criar e imaginar coisas, mas já pensaram quando elas criam novas palavras para aquelas que já existiam? Como “escuriar” ao invés de escurecer, “embrasar” ao invés de pegar fogo e muitas outras palavrinhas. E assim é Marcelo, o mestre em criar novas palavras e questionar os pais porque determinada coisa tem um nome e não outro. A história é bem curtinha, mas é muito legal conhecê-la.

– Papai, por que é que mesa chama mesa?- Ah, Marcelo, vem do latim.- Puxa, papai, do latim? E latim é língua de cachorro?

3- Menino Maluquinho
O Menino Maluquinho, criação do incrível Ziraldo, é brincalhão, esperto e levado, muito levado. Ele, para mim, é a representação fiel de tudo o que uma criança deve ter na infância: pais amorosos, que lhe permitem sonhar, travessuras saudáveis e amigos inseparáveis.

4- Peter Pan
Do jeito que a vida esta eu não quero crescer“. Quem nunca, não é mesmo? Peter Pan é o símbolo das pessoas que gostariam de ser eternas crianças, não ter preocupações, problemas e nada do que acontece quando nos tornamos adultos.

Peter Pan: Ódio é uma palavra forte, não acha?Wendy: Amor também é, e as pessoas falam como se não significasse nada.

5- O Pequeno Príncipe
O Pequeno Príncipe foi publicado em 1943, mas até hoje é um completo sucesso entre crianças, jovens e adultos. É uma história incrível, que aparentemente foi feita para crianças, mas é cheio de poesia. Quem nunca se encantou com este rapazinho que vivia feliz com sua rosa e vulcões? Ou nunca parou para refletir nas frases marcantes que ele soltava? O Pequeno Príncipe é, sem dúvidas, uma criança da literatura que merece ser lembrada.

Para vocês, qual criança deveria fazer parte do Top 5?

agosto 31, 2012 Falando de Listas // Listas Literárias // Top 5

Top 5: Dia do Blog


Hoje, dia 31/08, é comemorado o dia do blog pelo simples fato da data se assemelhar à palavra blog. Nesta mesma data, mas em 1946, nasceu o jornalismo literário. E em 1990, eu nasci! Mas este ‘top 5’ será para listar alguns dos blogs que costumo visitar, nada mais justo para comemorar esta data, não é mesmo?

O blog mais lindo e fofinho do mundo! A Gabi sempre está lendo um livro legal, suas resenhas são sempre muito sinceras, carisma e carinho pelos seus leitores é o que não falta. Tive o prazer de conhecê-la pessoalmente na Bienal de São Paulo e posso dizer com toda propriedade, a adoro. Um ótimo blog para se visitar, cheio de promoções e fofísses.

Infelizmente não encontrei a Bih na Bienal no Encontro de Blogueiros, mas quem sabe no próximo ano não a conheço, não é mesmo? Bom, adoro o blog dela, o layout é simples, bonito e as postagens tem sempre o jeitinho fofo que ela transparece ter.

3 – Corujando
A coisa mais linda dessa blogsfera é a Rachelzinha. Acho que ela foi a primeira parceira que fiz e nunca deixou de me visitar, mesmo nos meus momentos de abstinência de comentários em blogs de amigos.

Adoro o blog da Cynthia! Ela é sempre muito crítica em relação aos livros lidos e sempre traz resenhas de títulos que eu não tinha visto e na maioria das vezes são ótimos de conhecer.

5 – Leitorete
O blog da Mari foi um dos mais recentes que fiz parceria e não me arrependo. Sempre vejo suas resenhas e seu estilo de escrever me encanta. Espero, de verdade, conversar com ela pessoalmente algum dia.
agosto 12, 2012 Falando de Listas // Listas Literárias // Top 5

Top 5: Pais e filhos escritores


Todo dia é dia dos pais para mim, mas é legal ter uma data para eles. Geralmente buscamos inspiração em nossa família e tem alguns filhos que se inspiraram em seus pais para tornarem-se também escritores. 

1- Érico Veríssimo e Luis Fernando Veríssimo

Veríssimo filho e Veríssimo pai são escritores talentosíssimos. Veríssimo filho herdou a genialidade e o talento do pai, além de ser roteirista e tradutor, é também um cartunista incrível. Não sei se isso veio no sangue, mas Érico também fazia desenhos e traduziu muitas obras como “Maquiavel e a dama”, “E agora, seu moço?” e uma das mais famosas obras “Contraponto”. Ambos escreveram obras de grande repercussão como a trilogia “O Tempo e o Vento” e o “Analista de Bagé”.

 

2- Stephen King e Joe Hill e Owen Hill

O mestre do horror também produziu escritores! Joe já publicou romances, como “Fantasmas do Século XX” e Owen é escritor de crônicas e tem alguns livros lançados como “The Chandler Apartments”.

3- Dias Gomes e Mayra Dias Gomes

Dias Gomes nasceu em Salvador, já ganhou prêmios do Serviço Nacional de Teatro e pela União Nacional dos Estudantes (UNE) com sua primeira peça “A Comédia dos Moralistas” e também escreveu outras peças, novelas e contribuiu para a literatura, principalmente com “A Dama da Noite”. Teve duas filhas Mayra Dias Gomes e Luana Dias Gomes, mas apenas Mayra decidiu seguir os passos do pai e tem três livros lançados até hoje: “Fugalaça”, “Mil e Uma Noites de Silêncio” e “Dias Gomes”.

4- Carlos Nejar e Fabrício Carpinejar

Carlos Nejar é poeta, ficcionista, tradutor e crítico literário brasileiro, membro da Academia Brasileira de Letras e da Academia Brasileira de Filosofia. Quer mais? Fabrício Carpinejar é fruto da união de Carlos Nejar e Maria Carpi, também escritora e poetisa. Apesar de Fabrício também ser escritor, ele trilha um caminho diferente dos pais, inserindo um toque mais contemporâneo, trazendo acontecimentos cotidianos, e irreverente.

5- Alexandre Dumas e Alexandre Dumas Filho

Alexandre Dumas é um escritor francês consagrado que tornou-se conhecido por seu gênero de capa-e-espada (gênero dramático de costumes em geral, escrito em prosa, com enredos baseados em romances idealizados e desenganos amorosos). Dumas escreveu romances e crônicas que afloravam a imaginação do povo e sua obra mais conhecida é “Os Três Mosqueteiros”. Alexandre Dumas Filho resolveu trilhar os caminhos do pai e também tornou-se conhecido por seus livros e peças.

Páginas12

Instagram

Pronome Interrogativo • Blog e Canal • • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por