Encontre-me por Romily Bernard - Pronome Interrogativo • Blog e Canal •
abril 22, 2014 Falando de Resenhas

Encontre-me por Romily Bernard


Encontre-me

Título: Encontre-me
Autor: Romily Bernard
Editora: Globo Livros
Skoob: Adicione!
Compre o livro: SUBMARINO* | CULTURA | FNAC | AMAZON
Classificação: EstrelasEstrelasEstrelasEstrelasEstrelas

Um clima de suspense crescente, narrado sob o ponto de vista de uma heroína com a cara do século 21: a descolada adolescente Wick Tate. Órfã de mãe, e filha de um violento criminoso, a garota só confia em seu aguçado instinto de sobrevivência quando se trata de cuidar de si mesma e da irmãzinha, Lilly. Não confia em ninguém – nem mesmo nos pais adotivos com quem ela e Lilly temporariamente vivem num confortável lar de classe média alta próximo à cidade de Atlanta. Por isso mesmo, tenta se garantir mantendo uma secreta e rentável “atividade extracurricular”. Faz investigações on-line sob encomenda para mulheres que suspeitam da fidelidade dos parceiros. Wick é uma hacker de mão cheia.

Fazia tempo que não ficava tão angustiada para saber o final de um livro. Encontre-me é um título que tem um belo punhado de suspense, mas que pecou em pequenos detalhes. Mas ainda assim, vale a leitura, sem dúvidas.

Wick Tate é uma menina de 17 anos, ela não é popular, muito menos a perfeitinha da escola. Sua história é marcada por um pai que era envolvido com drogas e extremamente violento e uma mãe que não aguentou todas as ameaças que sofria e tudo o que foi obrigada a viver e suicidou-se. O melhor que Wick tem é Lilly, uma irmã adorável que está tentando acreditar que pode ter uma vida melhor ao lado dos novos pais adotivos, Todd e Bren.

Wick é uma hacker incrível e aprendeu com o melhor amigo do pai, Joe. E por ser uma hacker, não confia em ninguém e isso ela descobriu desde cedo porque todo mundo tem algo a esconder. Mesmo morando com os novos pais ela continua a invadir contas e a descobrir a vida de alguns homens pelos quais mulheres, que têm medo de serem enganadas, a pagam para fazer esse tipo de serviço. Ela precisa desse dinheiro e tem muitos motivos para isso, por exemplo, Todd e Bren podem desistir de ficar com elas e terem que voltar para o serviço social; o pai delas pode voltar e obrigá-las a fazer algo que elas não queiram fazer ou machucá-las, como antigamente; ou até mesmo terem que fugir por causa do policial que está sempre na cola de Wick e que pode descobrir algo sobre as atividades on-line dela, Carson.

Apenas três pessoas sabem o que Wick é, Lauren, Lilly e Joe. Mas um dia, quando ela vai até a porta de casa, acaba vendo um diário e um post-it colado nele com a seguinte frase: Encontre-me. Tessa Waye, que por durante alguns anos fora a melhor amiga de Wick, até que o pai dela a proíbe de ser amiga de alguém por causa da família que tem, está morta, suicidou-se, igual a mãe de Wick e Lilly. E agora, alguém quer que ela a encontre…

Mas não falo com Tessa Waye desde o sexto ano, e tenho sérias dúvidas de que ela esteja tentando uma reaproximação. Isso não faz sentido. Não sei por que viro outra página, mas faço isso e lá está – um post-it amarelo colado sobre um dia qualquer de quarta-feira. Ele diz: encontre-me.

Esse foi aquele livro que não pude parar de ler até chegar ao final, que possui tanto suspense que fiquei angustiada para terminá-lo logo. Wick não é uma menininha do século 21 frágil, pelo contrário, ela sabe muito bem o que fazer quando algo precisa ser feito. Isso foi uma grande consequência da vida que tinha quando vivia sob o teto do pai, que a ensinou a extrair o pior que possuía. Não é à toa que ela odeia o próprio apelido, Wicked, que significa perversa, cruel. Sua relação com as pessoas é diferente, ela sente algo, mas segura para não soltar o que deseja falar, já que isso pode trazer alguns problemas para si mesma. Além disso, quando descobriu o diário de Tessa, sentiu-se tão mal por reviver aquilo que testemunhou a própria mãe fazer e as pessoas, quando comentar algo sobre os suicidas são cruéis, que isso também a afetou.

Encontre-me tem muitos elementos que perfeitos para o suspense, como um caso para a própria protagonista resolver e alguns acontecimentos que vêm surgindo como pano de fundo. Mas também surge Griff, um rapaz da escola que está fazendo o coração de Wick bater mais rápido. É até divertida a relação entre os dois, mas não houve profundidade alguma, já que o foco aqui é outro. É óbvio que na vida de uma adolescente uma provável paixonite surgiria, mas na vida de alguém que está preocupado em fugir de um policial que a persegue e ficar de olho caso o próprio pai apareça é algo que seria deixado para última instância, concordam? Mas quero descobrir o que Romily reservará para os próximos livros, quem sabe não suspirarei com Griff e Wick?

Encontre-me

Algo muito legal que a autora inseriu, até para nos localizar na vida de Tessa, já que ela estava morta, foram alguns trechos do diário no início de cada capítulo. Foi uma forma de nós, leitores, solucionarmos o problema e encontrarmos, ou tentarmos encontrar, o que quer que deveríamos achar.

Encontre-me é um bom livro, apesar da autora ter pecado em alguns quesitos, como já mencionei, mas o final amarra e deixa alguns fios soltos. Vi algumas pessoas reclamando sobre os assuntos que foram esquecidos durante a trama, mas isso tem um motivo: teremos uma continuação para essa história em Remember Me, que será lançado, mais ou menos, em outubro deste ano, e Trust Me, que será lançado em 2015, contanto um pouco mais da história de Wick e sua irmã. A escrita de Romily, um pouco rápida em alguns momentos, condiz com a personalidade da própria protagonista, de certa forma.

Se você é fã de YA com suspense, sem dúvidas Encontre-me é o livro certo para próxima leitura. É por isso que teremos o sorteio de um exemplar! Participe:

a Rafflecopter giveaway



Deixe o seu comentário

5 Respostas para "Encontre-me por Romily Bernard"

Andreza Sola - 24 abril 2014 às 14:29

Apesar do livro ter um romance mal construído, interessei-me por ele, a trama de mistério me chamou muito atenção!

Responder

Raquel Moritz - 24 abril 2014 às 18:21

Gostei da proposta do livro, parece ser bem atual, considerando o que ela faz pra viver e tal, hehe. Pena que não te agradou tanto, eu gostaria de ler, mas saber que é parte de uma trilogia me desanima. Que que deu no mundo que só fazem trilogia agora? 🙁

De qualquer forma, to ate participando da promoção 😀

Bjs,

Raquel
http://www.pipocamusical.com.br

Responder

Douglas Fernandes - 25 abril 2014 às 11:50

Eu adoro livros com muito misterio, como vc mesma disse nao da pra parar de ler, mesmo quando acaba vc fica com gostinho de quero mais… haahahha

Responder

Maria de Fátima - 28 abril 2014 às 12:47

Participando! 😀

Responder

Thiana Santana - 01 maio 2014 às 19:04

Essa é a primeira resenha que leio deste livro, fiquei curiosa quando alguns blogueiros publicaram esse post it, mas pouco ouvi falar do livro depois.
Não é nada do que esperava. Achei o enredo interessante e adoro um suspense a unica coisa que matou é ter mais duas continuações. rsrsrsrsrsrs
Curiosa para conhecer mais da estória.

Bjs,
Garotas de Papel

Responder

Instagram

Pronome Interrogativo • Blog e Canal • • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por