Fale! | Laurie Halse Anderson - Pronome Interrogativo • Blog e Canal •
outubro 13, 2013 Falando de Resenhas

Fale! | Laurie Halse Anderson


Fale!

Título: Fale!
Autor: Laurie Halse Anderson
Editora: Valentina
Skoob: Adicione!
Compre o livro: CULTURA | SARAIVA
Classificação: EstrelasEstrelasEstrelasEstrelasEstrelas

“Fale sobre você… Queremos saber o que tem a dizer.” Desde o primeiro momento, quando começou a estudar no colégio Merryweather, Melinda sabia que isso não passava de uma mentira deslavada, uma típica farsa encenada para os calouros. Os poucos amigos que tinha, ela perdeu ou vai perder, acabou isolada e jogada para escanteio. O que não é de admirar, afinal, a garota ligou para a polícia, destruiu a tradicional festinha que os veteranos promovem para comemorar a chegada das férias e, de quebra, mandou vários colegas para a cadeia. E agora ninguém mais quer saber dela, nem ao menos lhe dirigem a palavra – insultos e deboches, sim – ou lhe dedicam alguns minutos de atenção, com duvidosas exceções. Com o passar dos dias, Melinda vai murchando como uma planta sem água e emudece. Está tão só e tão fragilizada que não tem mais forças para reagir.

Fale! veio como uma bomba em forma de livro! Não pense em algo ruim, mas em algo bom, como uma bomba de realidade, uma chuva de fatos e palavras que você precisa ler. O livro, escrito pela autora Laurie Halse Anderson, foi publicado em 1999 nos Estados Unidos, mas ainda assim é totalmente atual. Fale! tem uma protagonista corajosa com uma história forte, honesta e verdadeira.

Melinda Sordino está no primeiro ano do ensino médio e sem dúvidas está vivendo dias muito difíceis na escola que frequenta e até mesmo dentro de casa. As amigas que tinham no ano anterior não falam mais com ela, agem de forma completamente controversa ao que eram antes e a ignoram veementemente. Dentro de casa, os pais estão sempre em conflito, brigando e discutindo. E em meio a tudo isso Melinda age da forma mais fácil para ela: calada.

É mais fácil não dizer nada. Fechar a matraca, passar o zíper, calar o bico. Toda aquela babaquice que você escuta na TV sobre se comunicar e expressar o ue sente não passa de uma mentira. Ninguém quer realmente ouvir o que você tem a dizer.

É fácil contar apenas nos dedos da mão a quantidade de vezes que Melinda abriu a boca para dizer algo ao longo do ano letivo, para algo que realmente valesse a pena para ela. Mas são nas aulas de Artes que ela pode encontrar um jeito de expressar exatamente o que está dentro dela, seus sentimentos, pensamentos e medos. Pode demorar um pouco para o sentimento vir à tona ou até mesmo para descobrirmos o que a aflinge, mas este é o ponto crucial de toda a história. Temos um vislumbre inicial do que possa ter acontecido durante o encontro de incentivo ao time da escola quando uma menina chama Melinda e a pergunta se foi ela quem chamou a polícia no final do verão em uma festa que ela estava. E este é um dos motivos das pessoas da escola a acharam esquisita e a ignorarem.

Manter-se calada afetara não apenas seu relacionamento com as pessoas, mas também seu rendimento escolar. A menina que no ano anterior tirava notas boas, agora, no primeiro ano, está tirando Cs e Ds. Além disso, é possível ver traços marcantes de depressão afentando-a como a alteração de peso e seu desejo sem fim de tirar um cochilo.

Os pais de Melinda são totalmente negligentes, não se comunicam e quando conseguem perceber que ela não fala mais, a coisa já está num estado avançado, mas ainda assim é possível trabalhar isso, mas ninguém, diretor, conselheiros, sabe exatamente como agir e o que fazer.

Os meus pais ficam me fazendo perguntas do tipo: “O que é que há de errado com você?” e “Você acha isso bonito?”. Como posso responder? Nem preciso. Eles não querem mesmo ouvir nada do que tenho a dizer.

Como disse anteriormente, este é um livro que tem uma protagonista forte. Pode não parecer, mas passar por tudo o que Melinda passou e no final das contas descobrir como esculpir sua árvore à sua maneira é encontrar a si mesmo. Laurie criou uma história incrível e imprescindível. A forma como trabalhou cada parágrafo, cada pensamento, cada frase que poderia ser dita, mas não foi, foi incrível, um verdadeiro grito de socorro, um verdadeiro despertar.

A editora Valentina trouxe para o Brasil uma edição impecável! Além da capa, que tem muita relação com a história, até mesmo com a relação entra a matéria de Artes e Melinda, a diagramação ficou linda. Mas o que mais me chamou atenção são os extras que contém um texto da autora falando sobre uma continuação e suas possíveis consequências, uma entrevista, informações sobre abuso sexual aqui no Brasil e, a parte que mais chamou minha atenção, um guia de discussão, o qual é perfeito para ser trabalho em sala. Fale! deve e pode ser inserido nas escolas.

Fale! não é um livro que ensina às pessoas como enfrentar a depressão ou algo do tipo. Este é um livro que mostra que qualquer pessoa a nossa volta pode ser uma vítima, não apenas de abusos sexuais, como de violência verbal, bullying etc, e é preciso expressar-se. As pessoas tendem a se manter caladas porque é difícil expressar sua dor, é difícil acreditar que a culpa não é sua, mas sim da outra parte que acredita que pode fazer o que quiser. Para mim, Melinda foi uma heroína e pode dar forças para muitos jovens que querem e precisam se comunicar, colocar para fora tudo o que estão sentindo.

a Rafflecopter giveaway

Acompanhe o Pronome Interrogativo nas redes sociais: TwitterFacebookYoutube



Deixe o seu comentário

12 Respostas para "Fale! | Laurie Halse Anderson"

Babi Lorentz - 13 outubro 2013 às 20:41

Esse livro deve ser incrível. Foi um dos que eu trouxe quando fui pra NY. Nem sabia que ele seria lançado aqui no Brasil. Já havia lido algumas resenhas sobre ele e sabia do filme que foi lançado há muito tempo com a Kristen Stewart no papel de Melinda.
Quero muito ler porque gostei muito da narrativa da Laurie Halse Anderson em Garotas de Vidro.
Beijos!

Responder

camila lacerda' - 13 outubro 2013 às 20:46

Já tinha visto uma só resenha desse livro e já gostei bastante!
Não sei o porque , mas adoro livros que me deixam triste durante a leitura.
Tenho certeza que quando ler esse, vou amar 🙂

Responder

Natália Morais - 13 outubro 2013 às 21:22

Esse livro parece ser ótimo, já li algumas resenhas dele e me interessei. A narrativa dele é daquelas que eu gosto muito de ler. 😉

Responder

alice aguiar - 13 outubro 2013 às 23:00

esse livro deve ser mt intenso e triste ao mesmo tempo .w.

Responder

Amanda Chieregatti - 13 outubro 2013 às 23:37

Ahhhhh como eu quero esse livro!
Ultimamente a editora Valenteina tem investido em livros que tratam de questões mais sérias como bullying e etc. Fiquei bem curiosa em relação a “Fale” desde o lançamentos, principalmente pelo fato de o bullying se associado `pais negligentes que com certeza deixa a história bem mais intensa.

Adorei a resenha!

Responder

Mirelle - 14 outubro 2013 às 03:07

Preciso ler esse livro urgente! Não aguento mais ver as resenhas fantásticas de todos elogiando a história. Quero conferir com meus próprio olhos!! kkk Adoro livros que são complexos e profundos, que nos convidam a pensar e que lidam com assuntos de utilidade pública. Vou torcer os dedos para ganhar a promoção. Obrigada pela oportunidade amiga. Beijos, Mi

http://www.recantodami.com

Responder

Ingrid Sodré - 14 outubro 2013 às 11:12

Ultimamente ando vendo muitos livros, em diversos blogs e a priori, nenhum me chamou muito a atenção. Esse livro foi um deles. Obviamente não devemos julgar um livro sem nem ao menos ler a resenha ou ver a opinião de quem o leu. Sendo assim, resolvi me informar e confesso que despertou meu interesse, me deixou curiosa. Adoro livros que me prendem, que emocionam, que são intensos e aparentemente esse livro transmite essas sensações ao leitor. Muitas pessoas estão elogiando e recomendando. Não tinha conhecimento sobre a adaptação do livro. Futuramente irei lê-lo.

Responder

Aline T.K.M. - 14 outubro 2013 às 20:36

Gostei demais da narrativa da autora em Garotas de Vidro e é isso o que mais me motiva a ler Fale!. Tenho certeza de que se encontrar novamente crueza e sinceridade até mesmo nos piores sentimentos dos personagens, irei me deliciar com a leitura.

Um beijão, Livro Lab

Responder

Bianca Remohi - 14 outubro 2013 às 22:32

Esse livro me surpreendeu o.o Eu acho que ja comecei a me interessar só por ter lido as partes q ela se deu mal ahaudhadh e depois a resenha me fascinou! é um pouco triste, já que não parece nada facil a vida dessa menina, mas eu fico pensando na luta dela, então me interesso pra caramba! Curti bastante o livro e quero lê-lo!

Responder

Manu Hitz - 16 outubro 2013 às 08:50

O tema é delicado e só tenho lido bons comentários sobre o livro. Adoro um bom drama e este caso, por ser possível e acontecer todos os dias com meninas qe se calam pelo mundo, me tocou profundamente. Quero ler.
Participo!
manuhitz@hotmail.com

Responder

Bruna Bento - 26 outubro 2013 às 05:11

Cara, esse livro tá tão na minha lista de leitura! Vi o filme e logo em seguida, fiquei sabendo que ia ser lançado aqui no Brasil. E que capa linda, linda é essa? O que é essa textura? Geeez! I need!

Achei sua resenha super estruturada! Parabéns!
E acho super importante sempre lembrar a sociedade do que acontece diariamente com as mulheres, infelizmente. :\

Responder

Luciana Brito - 26 outubro 2013 às 23:00

Acho que é super importante ter obras que abordem temas mais complexos, como é o caso de Fale!… O livro parece intrigante e a história em si, cheia de dramas e mensagens interessantes. Fiquei bastante curiosa para ler e assistir ao filme, pois só vejo gente falando bem de ambos.

Responder

Instagram

Pronome Interrogativo • Blog e Canal • • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por