Passarinho por Crystal Chan - Pronome Interrogativo • Blog e Canal •
julho 06, 2014 Falando de Resenhas

Passarinho por Crystal Chan


Passarinho

Título: Passarinho
Autor: Crystal Chan
Editora: Intrínseca
Skoob: Adicione!
Compre o livro: SUBMARINO* | CULTURA | SARAIVA | AMAZON
Classificação: EstrelasEstrelasEstrelasEstrelasEstrelas

O avô de Joia parou de falar no dia em que matou o irmão dela. O menino se chamava John, e achava que tinha asas. Subia e saltava do alto de qualquer coisa, até ganhar do avô o apelido de Passarinho. Joia não teve a chance de conhecê-lo, pois Passarinho se jogou do penhasco bem no dia em que ela nasceu. Ainda assim, por muito tempo ela viveu à sombra de suas asas. Agora, aos doze anos, Joia mora em uma casa tomada por silêncio e segredos. Os pais culpam o avô pela tragédia do passado, atribuem a ele a má sorte da família. Joia tem certeza de que nunca será tão amada quanto o irmão, até que ela conhece um garoto misterioso no alto de uma árvore. Um garoto que também se chama John. O avô está convencido de que esse novo amigo é um duppy — um espírito maldoso —, mas Joia sabe que isso não é verdade. E talvez em John esteja a chave para quebrar a maldição que recaiu sobre sua família desde que Passarinho morreu.

Desde que vi os lançamentos da Intrínseca de junho, Passarinho foi o título que mais me chamou a atenção. De tão curiosa que fiquei, acabei comprando o livro em inglês para o Kindle mesmo e matei minha vontade.

O dia em que Joia nasceu não foi o dia mais feliz da família Campbell. Acredito que seus pais a esperavam e provavelmente estavam ansiosos por sua chegada, mas neste mesmo dia, seu irmão mais velho, John, morreu. Desde então, nada na família dela é da forma que esperava. A mãe de Joia, por um lado, culpa o avô por ter dado o apelido de Passarinho para John, porque ele simplesmente acreditava que poderia voar, do outro, Nigel e o avô acreditavam que a morte do menino foi culpa de um duppy, um espírito mal, que tentou enganá-lo e por isso, aos cinco anos, ele pulou de um penhasco no dia do nascimento de Joia.

We do all believe that Granpa killed my brother when he gave him the nickname Bird. Names are important, and even though Granpa didn’t mean to , he attracted a duppy into the house who followed my brother and convinced him to jump. Mom doesn’t believe in duppies, being a Catholic – not that we go to church much. She thinks that Granpa killed Bird because his talk messed up Bird’s mind, got him confused.

Joia se sente ignorada por todos e isso a afeta de uma forma que ninguém consegue perceber. No dia que ela estava completando 12 anos, os pais foram visitar o túmulo do irmão, ela decide sair de casa e acaba conhecendo o sobrinho do vizinho que está passando as férias na cidade, seu nome é John.

Foi incrível como comprei o livro, passei para o Kindle e o terminei de ler tão rápido. A atmosfera que a autora criou é incrível! Tem de tudo um pouco: suspense, mistério e até um pouco de sobrenatural, se formos levar em conta as superstições da família, principalmente por surgir um novo personagem como o nome do filho que morreu e o avô e pai de Joia acreditarem que ele era um duppy. Cada personagem tem seu próprio problema para enfrentar: Joia enfrenta um dilema que acredito ser enfrentado por muitas pessoas que perderam entes queridos, alguns acabam vivendo com a lembrança e esquecem quem realmente está vivo e ao seu lado; o avô de Joia vive com a culpa de ter dado um apelido amaldiçoado para John; os pais de Joia transferem a culpa da morte de Passarinho de um para o outro e no meio dessas brigas, não sabemos exatamente o que aconteceu.

Passarinho - Crystal Chan

Houveram momentos em que me senti realmente triste pela forma que Joia era tratada em casa e fiquei feliz quando ela encontrou John. Ambos são extremamente inteligentes e conseguem se complementar, se ajudarem e, principalmente, entenderem o que está acontecendo na vida deles e como lidar com isso. Enquanto John é adotado por uma família branca que está prestes a ter um novo bebê e ele está cheio de ciúmes, Joia é a menina que a mãe gostaria que se transformasse em professora, mas quer ser geóloga, mas a família não faz nem ideia de sua predileção.

Crystal usa elementos que fazem a história ter ainda mais sentido, como o emudecimento do avô e a falta de comunicação na família Campbell, motivo esse que fazem as brigas dos pais serem ainda mais intensas e transformam os pensamentos de Joia em uma bagunça, sem saber como agir e o que deve fazer para se tornar visível; e as experiências sensoriais que os personagens experimentam, principalmente Joia e John, que ficam em contato direto com o penhasco, as árvores, pedras e muitos outros elementos da natureza.

Passarinho tem um desfecho intrigante, mas que fez muito sentido para mim. Esse é um título que te apresenta uma quantidade enorme de assuntos para refletir, além de ter contato com uma habilidade enorme que a autora tem de escrever e expor os sentimentos dos personagens e suas experiências.

Leia em inglês: Nível Fácil



Deixe o seu comentário

4 Respostas para "Passarinho por Crystal Chan"

Raquel Moritz - 07 julho 2014 às 09:27

Oi, bonita!

Esse tbm foi o título da Intrínseca que mais me chamou a atenção, naquele seu post de lançamentos.

Gosto dessa aura de mistério nas histórias, acho que vou curtir. Mas vamos de Kindle tbm, pra economizar $$$ aheuaheuhae.

BEIJO ♥

Responder

Ana Paula Andrade - 07 julho 2014 às 15:33

Oi Thais me chamou muito a atenção sua resenha deu muita vontade de Ler =)
Beijo

Responder

Gabi - 07 julho 2014 às 23:40

Me interessei por esse livro desde que ouvi a Helô falando sobre ele no encontro da Intrínseca. A capa foi o que primeiro me chamou a atenção, e a forma como ela conta a sinopse deixa qualquer pessoa curiosa. Depois, acabei deixando de lado, optando por outras leituras; quando fui ler a sinopse dele de novo, já não entendi nada. Só agora que li sua resenha eu compreendi: tem dois personagens com o mesmo nome! Agora entendi o enredo, e fiquei interessada em ler, mas não agora. Acho que estou no clima pra outros tipos de leitura, e me parece que Passarinho pede um tempo de reflexão. Mas adorei a sua resenha (como sempre).
Beijão.

Responder

Allison Norberto - 08 julho 2014 às 21:11

Deve ser um livro intenso, mesmo! Muito legal, inclusive nada a ver o meu pensamento aqui, ao pensar, assim que vi o título, que teria algo a ver com Passarinha (quem nunca comparou um título ou capa, né?)… passado o pensamento torto, a resenha tá muito bacana! Também vou adicionar esse na lista de livros desejados.

Responder

Instagram

Pronome Interrogativo • Blog e Canal • • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por