Quem é você, Alasca? por John Green - Pronome Interrogativo • Blog e Canal •
outubro 04, 2014 Falando de Resenhas

Quem é você, Alasca? por John Green


Quem é você, Alasca?

Título: Quem é você, Alasca?
Autor: John Green
Editora: Intrínseca
Skoob: Adicione!
Onde comprar: CULTURA | AMAZON | SUBMARINO*
Classificação: EstrelasEstrelasEstrelasEstrelasEstrelas

Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras que, cansado de sua vidinha pacata e sem graça em casa, vai estudar num colégio interno à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o “Grande Talvez”. Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young, uma garota inteligente, espirituosa, problemática e extremamente sensual, que o levará para o seu labirinto e o catapultará em direção ao “Grande Talvez”.

Depois de ler Quem é você, Alasca?, pude reafirmar que John Green, na maioria dos seus livros, consegue fazer com que o leitor reflita sobre a vida e todas as prováveis consequências dos nossos atos ou dos outros. Esse é aquele tipo de livro que, de uma forma ou de outra, te transforma.

Miles Halter tem dezesseis anos e ama ler biografias, gosta principalmente de decorar as últimas palavras das pessoas. E ao ler a biografia de François Rabelais, acaba encontrando últimas palavras que se tornaram extremamente significativas para ele: Saio em busca de um Grande Talvez. Esse Grande Talvez é o que o motiva a ir para uma colégio interno, a Culver Creek, onde cursará o ensino médio e tentar encontrar o seu Talvez.

Chega uma hora em que é preciso arrancar o Band-Aid. Dói, mas pelo menos acaba de uma vez e ficamos aliviados.

Miles é um menino que não tinha amigos onde morava e estava acostumado, de certa forma, a não tê-los. Não foi tão difícil a decisão de ir para uma escola, onde, seu pai também havia estudado. Na nova escola, acabou fazendo amigos, como Chip mais conhecido como Coronel, Takumi e Lara, mas uma pessoa em especial o marca, seu nome é Alasca. Ela é diferente, é inconstante, enigmática, um furacão, como o próprio Gordo, apelido irônico que Miles ganhou, a descreve.

Em algum momento do livro, Miles e Alasca têm uma conversa bem legal sobre últimas palavras e ela fala sobre seu livro favorito, O General no Seu Labirinto, de Gabriel García Márquez. O livro fala sobre Simón Bolívar e suas últimas palavras são exatamente estas: Como sairei deste labirinto?. Alasca também possui seu Grande Talvez, como Miles, como todos nós, só não sabemos quando e como o acharemos.

Ela tinha namorado. Eu era um palerma. Ela era apaixonante. Eu era irremediavelmente sem graça. Ela era infinitamente fascinante. Então voltei para o meu quarto e desabei no beliche de baixo, pensando que, se as pessoas fossem chuva, eu era garoa e ela, um furacão.

Ao longo do livro você percebe que o novo grupo de amigos fumam, bebem e se divertem com os trotes que fazem. Mas esse não é um livro apenas sobre aproveitar os dezesseis anos, ficar bêbado ou coisa do tipo, é sobre como lidar com uma perda. Quem é você, Alasca? é um livro simples, mas é aquele simples que já conhecemos do John Green, certo? Ele envolve o leitor, faz com que reflitamos com suas frases de efeito e nos leva para um outro nível de pensamento. Os adolescentes deixam de ser adolescentes e têm que lidar com problemas de verdade, procurando uma solução para acalmar o próprio coração ou para ter uma verdadeira explicação.

Quem é você, Alasca?

O primeiro livro que li do John Green foi A Culpa é das Estrelas e tem, apesar da história, um quê cômico. Não sei ao certo qual livro foi escrito primeiro, mas essa comicidade, assim como em ACEDE, é muito presente. Ele usa realmente expressões que qualquer adolescente usaria e me arrancou risadas muito gostosas. Conhecer Alasca com seus surtos sem motivos, Miles com sua insegurança, mas ainda assim cheio de vontade de conhecer um novo mundo, e Coronel, com seu instinto protetor com todos aqueles que gosta, foi incrível.

Algo muito legal é que todo início de capítulo é marcado por uma contagem regressiva. Isso foi genial porque me deixou ainda mais curiosa para saber o que estava para acontecer. E quando descobrimos… Caramba!

Quem é você, Alasca? é um livro que deve ser lido por todos! Apesar de ser uma história que envolve adolescentes, também estamos sempre em busca do nosso Grande Talvez e de uma forma de “sair desse labirinto”.



Deixe o seu comentário

3 Respostas para "Quem é você, Alasca? por John Green"

Raquel Moritz - 05 outubro 2014 às 19:18

Oi Thaíííxxxx 🙂

Eu simplesmente amo esse livro. Assim como você, eu também li primeiro ACEDE, e apaixonei, mas quando li Alaska eu me apaixonei perdidamente. Foi completamente diferente. Adoro as metáforas, as piadas, a forma como Miles gosta dela, independente do humor da garota, a forma como tudo se liga pelas flores, pelas frases, pelos livros. É muito bacana.

Aliás, Alaska foi o primeiro que o John escreveu. 🙂

Beijão <3

Responder

Roni - 19 outubro 2014 às 16:38

Olá, nossa depois dessa resenha vou ter que ler o livro. Fiquei super curioso rsrs

Responder

Anna Schermak - 23 outubro 2014 às 08:30

Eu confesso que demorou para que eu gostasse de Alaska, eu terminei o livro com um sentimento muito ruim e demorou LONGOS meses até eu parar para pensar sobre ele e compreender que ele tinha sido muito melhor do que eu tinha imaginava.
PQ AFINAL NINGUÉM PEGA A MALDITA RAPOSA!

Responder

Instagram

Pronome Interrogativo • Blog e Canal • • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por