Quem Sabe Um Dia por Lauren Graham - Pronome Interrogativo • Blog e Canal •
maio 10, 2014 Falando de Resenhas

Quem Sabe Um Dia por Lauren Graham


Quem Sabe Um Dia

Título: Quem Sabe Um Dia
Autor: Lauren Graham
Editora: Record
Skoob: Adicione!
Compre o livro: SUBMARINO* | CULTURA | SARAIVA | AMAZON
Classificação: EstrelasEstrelasEstrelasEstrelasEstrelas

Franny Banks é uma atriz lutando em Nova York, com apenas seis meses para o prazo de três anos que deu a si mesma para ser bem sucedida. Mas até agora, tudo o que ela tem para mostrar por seus esforços é uma única linha em um anúncio de camisolas feias de Natal e um emprego de garçonete degradante. Ela vive no Brooklyn, com dois companheiros de quarto, Jane – sua melhor amiga de faculdade, e Dan, um escritor de ficção-científica, que é muito, definitivamente não namorável. E está lutando por seus sentimentos por um cara suspeitamente charmoso de sua aula de atuação, tudo isso enquanto tenta encontrar um shampoo para seus cabelos que realmente funcione. Enquanto isso, ela sonha em fazer um trabalho “importante”, mas parece que ela só consegue audições para propagandas de detergente líquido e comerciais de manteiga de amendoim.

Quem Sabe Um Dia é um daqueles livros divertidos, com uma personagem que está a ponto de desistir de um sonho, mas ainda assim consegue se manter alegre em momentos difíceis. E Lauren Graham, sim a Lorelai de Gilmore Girls, nos oferece um empurrão, caso estejamos pensando em desistir de algo.

Franny Banks decidiu se mudar para Nova York para tentar conquistar seu sonho de infância: tornar-se uma atriz reconhecida. Para evitar ser alguém que fica correndo atrás de algo para sempre, ela estipulou um prazo para conseguir o que quer, 3 anos. Conhecemos Franny quando este prazo está próximo de terminar, faltando seis meses.

Quem Sabe Um Dia - Lauren Graham

Enquanto não tem a profissão que tanto deseja, assiste aulas de teatro, trabalha como garçonete, faz pequenas atuações em comerciais e alguns testes. Ter um plano B para Franny não é uma opção, ela quer ser atriz, mas do jeito que as coisas têm ido, ela está ficando cada vez mais longe de seu sonho. Tudo poderia mudar com a apresentação que faria, onde poderia conseguir uma agência e um agente para fazer com que sua carreira de atriz realmente aconteça, mas ela acredita que tenha falhado por um simples acontecimento e começa a criar o plano B que tanto temia: sair de Nova York e voltar para sua cidade. Mas tudo pode mudar!

Acredito que Lauren Graham tenha utilizado muito de suas experiências para criar uma personagem como Franny, com tudo o que, provavelmente, aconteceu com ela e seus objetivos. Franny é cheia de altos e baixos, cheia de esperança e vontade, já que tem um sonho para alcançar. Mas ainda assim, ela está em 1995, as coisas não são tão fáceis, se comunicar não é tão fácil quanto hoje e chegar até a pessoa certa para oferecer um trabalho de verdade pode demorar bastante tempo. Com a trajetória da nossa protagonista, percebemos o quanto a vida de alguém que quer se tornar artista não é fácil e, mais difícil ainda, é encontrar alguém que acredite no seu trabalho e seja a pessoa certa ser uma guia pelo show business.

Faço uma nova promessa. Jamais quebrarei uma promessa de novo, juro, se apenas desta vez uma promessa quebrada não estragar nada.

Os personagens que preenchem a história são incríveis. Jane e Dan são colegas de quarto e tanto, e vemos que cada um está realmente correndo atrás do que acredita e ama, assim como Franny. Mas uma das personagens que mais me chamou a atenção foi Deena, uma mulher que ficou por muito num único programa e teve sua carreira, de certa forma, descontinuada, mas que tem os melhores conselhos. Cada personagem com sua personalidade marcante e forte, com qualidades e defeitos bem aparentes, mas que sabem o que querem.

Posso classificar este livro como um chick-lit leve, divertido e que nos deixa tão próximos da personagem, que muitas vezes me sentia uma colega de quarto da protagonista. A autora inseriu muitas características de uma mulher chegando perto dos trinta e que ainda não alcançou seu tão sonhado objetivo, mas que ainda assim tem fôlego e esperança para correr atrás. Uma das coisas mais divertidas e que fez com que me sentisse ainda mais inserida no mundo de Franny foram as páginas de sua agenda, onde ela anotava o que comia, o que precisava fazer, o que fez, fazia desenhos de como seu cabelo estava e, o principal, marcava o dia em que seu prazo terminaria e somos constantemente lembrados disso.

– Já falei. Temos um bina agora.
– E tem cura?
– Pai. É aquela coisa que mostra o número quando alguém liga.

Quem Sabe Um Dia conta a história de uma pessoa que tem expectativas, que quer que seu desejo se torne necessidade e que tem medo do que possa acontecer. Podemos nos colocar no lugar de Franny para muitas coisas que fazemos em nossas vidas, todas as incertezas e medos, mas temos que seguir em frente e sermos confiantes, acreditando que nossos sonhos são possíveis. Sinceramente? Queria mais um pouco da Franny. Queria saber o que acontece depois desse livro, como fica sua vida. Então, se você está precisando de um empurrãozinho para continuar acreditando em sonhos e adora um chick-lit, esse pode ser a pedida.

a Rafflecopter giveaway



Deixe o seu comentário

18 Respostas para "Quem Sabe Um Dia por Lauren Graham"

Daniel - 10 maio 2014 às 20:22

Este ano tenho que ler um chick-lit para a o desafio literário! Este aí parece muito bom!!! 🙂
Parabéns pelo blog e pelo seu canal!!

Responder

Rosacarla Madeira Franco - 10 maio 2014 às 22:36

Nossa a estória deste livro é muito legal, eu mesma me dei um prazo p passar num concurso, parece ser muito boa a estória

Responder

Daniela Silva - 11 maio 2014 às 01:18

Tenho muita vontade de ler este livro também, parece ser muito bom, leve e divertido! Adoro estórias onde podemos acompanhar a luta de um personagem para conquistar seus sonhos e fiquei curiosa para acompanhar a personagem deste livro. O enredo parece ser muito bem construído e os personagens parecem ser cativantes! Gostei muito do segundo quote do livro, muito engraçado rs
beijos!

Responder

Cris Aragão - 11 maio 2014 às 11:38

Parece ser um livro leve e bem interessante, ela escreveu sobre algo que conhece bem, e pelo visto conseguiu mostrar a realidade das aspirantes a atriz. Eu adorava a série Gilmore Girls.

Responder

Juliana - 11 maio 2014 às 15:35

Tataaaaa, que resenha mais linda! Fiquei louca por esse livro assim que vi que quem escreve é a Lorelai. HAHAHA <3 Como boa fã de Gilmore Girls eu fiquei super curiosa a respeito do livro. E parece mesmo ser uma gracinha <3
Confesso que essa temática de correr atrás de ser atriz em Nova Iorque e tal é muuuuito chick-lit pro meu gosto, HUAHUA normalmente não é algo que me prende ou surpreende, MAS, vale muito a pena sendo escrito pela Lauren *-* Estou participando do sorteio, vai que… hehe 😀

Beijão!

Responder

Marília - 11 maio 2014 às 22:29

Oi Thais,

Pelo jeito eu vou ser a última pessoa do mundo a ler esse livro da Lauren… Aaaaaaaain que coisa, quero ele logo! >.<
Adorei sua resenha e fiquei com mais vontade ainda de tê-lo para pode realizar essa leitura! E concordo com você quando diz que ela deve ter usado muito a experiência que teve para escrever a história da Franny.

Ah, vou participar do sorteio! Quem sabe tenho sorte dessa vez!

Beijinhos,

Marília.

Responder

Mariana Marins - 12 maio 2014 às 18:18

Oi Thaís!
Confesso que não fiquei muito empolgada pra ler esse livro.. Sempre que atrizes escrevem livros, eu tenho a impressão de que a protagonista é a própria autora e se eu quisesse saber da vida dela, eu leria uma biografia, não o livro, hahaha. Com esse não parece ser diferente. Não simpatizei muito com a protagonista (mesmo antes de ler) e já gostei mais dos secundários do que dela.
Sem contar que eu não gosto muito dessas histórias sobre pessoas que acham que não fizeram nada de importante na vida e tudo mais. Então, mesmo com a sua ótima resenha, acho que não vou ler Quem Sabe Um Dia :/
Bjs!

Responder

Mareska - 12 maio 2014 às 21:35

Eu preciso estar com muita vontade de ler um livro desse tipo pra poder pegar esse e gostar. Se pegasse agora, provavelmente a leitura não ia muito pra frente. Queria ler esse só porque é da Lauren!

Responder

Isabela - 13 maio 2014 às 15:12

Nada melhor que ter expectativas e lutar para que elas aconteçam! Que bom que o livro é agradável de ler, inteligente e ao mesmo tempo divertido.

Adorei a capa também!

Bjs, Isabela.

Responder

Shadai Vieira - 15 maio 2014 às 15:54

pela idade da protagonista e por se passar nos anos 90, realmente, é de se imaginar que a Lauren colocou muito de sua vida no livro.
boa mensagem essa de não desistir do que se tanto quer, mas gostei dela ter estipulado prazo. eu deveria fazer isso, pois ficar insistindo em algo por muito tempo que talvez não aconteça é extremamente desgastante.
tomara que a Lauren tenha sucesso na carreira literária, já que na atuação ela sumiu!

Responder

Amanda Gregorio - 16 maio 2014 às 12:35

me aparenta ser um excelente livro, gostei muito dessa temática que o autor passa!!! pretendo ler o mais breve possivél.

bela resenha.

Responder

Elen Moreira - 18 maio 2014 às 10:41

Se a personagem principal for tão engraçada como a Lorelai, tenho certeza que vou gostar muito deste livro. Espero que o livro seja uma historia divertida e não uma biografia da autora e que ele atenda as minhas expectativas.

Responder

Thiana Santana - 18 maio 2014 às 14:28

Faz tempo que não leio um chick-lit e fiquei com um gostinho de quero mais por esse livro.
Além de ter adorado essa capa. *-*

Bj,
Garotas de Papel

Responder

Érika Rufo - 21 maio 2014 às 19:04

Amei!! A capa é show e parece ser um livro bem leve e divertido, que deixa uma lição no fim: nunca desista dos seus sonhos!! Preciso desse chick-lit na minha estante!!

erikarufo@gmail.com

Responder

Raquel Moritz - 22 maio 2014 às 16:49

Achei a premissa do livro até interessante, xuxunilda, porém é um gênero que não me agrada muito. Por enquanto fica no standby aqui na listinha, hahaha.

Acho legal quando o autor coloca um pouco de si no personagem. Já me falaram que TODO MUNDO que escreve faz isso. Eu não saberia dizer (mas penso que é até inevitável, né), mas é legal quando vc acompanha muito alguém e percebe elementos da vida dela ali. <3

Beijo pra tu!

Responder

Ingrid Moitinho - 23 maio 2014 às 01:44

Estou curiosa quanto a esse livro desde o lançamento, parece ser muito divertido de se ler, Me encantei com ele, a capa é muito linda e a historia me chamou a atenção. Gosto muito de chick-lit.

Responder

Marco Antonio - 23 maio 2014 às 11:27

Olá Thaís,

Esse é mais um livro que fico conhecendo aqui no seu blog, achei bem interessante e descontraído, gosto de ler chick-lit….ótima resenha….abraços.

Responder

Larissa - 23 maio 2014 às 14:17

Eu quero *——–*

Responder

Instagram

Pronome Interrogativo • Blog e Canal • • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por