Resenha: O Clã dos Magos | Trudi Canavan - Pronome Interrogativo • Blog e Canal •
agosto 16, 2012 Falando de A Trilogia do Mago Negro // Novo Conceito // O Clã dos Magos // Resenha

Resenha: O Clã dos Magos | Trudi Canavan


Título: O Clã dos MagosAutor: Trudi CanavanEditora: Novo ConceitoSkoob: Adicione!Compare preços: Saraiva | Submarino | TravessaClassificação: EstrelasEstrelasEstrelasEstrelasEstrelas

Todos os anos, os magos de Imardin reúnem-se para purificar as ruas da cidade dos pedintes, criminosos e vagabundos. Mestres das disciplinas de magia, sabem que ninguém pode opor-se a eles. No entanto, seu escudo protetor não é tão impenetrável quanto acreditam. Enquanto a multidão é expurgada da cidade, uma jovem garota de rua, furiosa com o tratamento dispensado pelas autoridades a sua família e amigos, atira uma pedra ao escudo protetor, colocando nisso toda a raiva que sente. Para o espanto de todos que testemunham a ação, a pedra atravessa sem dificuldades a barreira e deixa um dos mágicos inconsciente. Trata-se de um ato inconcebível, e o maior medo da Clã de repente se concretiza: uma maga não treinada está à solta pelas ruas. Ela deve ser encontrada, e rápido, antes que seus poderes fiquem fora de controle e destruam a todos.

“O Clã dos Magos” é o primeiro livro de A Trilogia do Mago Negro que é uma fantasia. Este primeiro livro conta a história de uma cidade chamada Imardin, onde ocorrem Purificações anualmente para retirar a “escória” e limpar a cidade de criminosos e vagabundos que nelas estão. Tais Purificações são feitas através de um grupo de magos, o Clã da cidade. E em uma dessas ocasiões, conhecemos Sonea, uma menina, que pela descrição da autora parece-se mais com um menino, que ia se encontrar com seus tios, mas acaba se desviando do objetivo e unindo-se aos “rebeldes”. Em um momento de extrema raiva e ódio por tudo o que os magos e o Rei promoveram e promovem para a cidade, Sonea atira uma pedra no campo de força criado para proteção dos magos e, por incrível que pareça e para sua surpresa, a pedra ultrapassa a barreira e deixa um mago inconsciente. Ela percebe que acabara de usar mágica! Mas como?!

Algo revirou no estômago de Sonea, e ela segurou com mais força a pedra. Tirou-a do bolso e estimou seu peso. Era das pesadas. Virando-se de frente para os magos, reuniu toda a raiva que sentia por ter sido expulsa de casa, todo o ódio natural pelos magos e atirou a pedra contra o mago que havia acabado de falar. Seguiu seu rastro através do ar e, quando a pedra se aproximou da barreira dos magos, desejou que a atravessasse e alcançasse o alvo.

Com o ato de Sonea, os magos travam uma busca para conseguir achar a garota que havia feito algo que nenhum favelado tinha alcançado. E assim, Sonea também trava uma fuga desesperada para que os magos não a pegue e a machuquem. Cery, Harrin e Donia são os três amigos favelados e fazem parte uma gangue que querem e tentam ajudar Sonea de todas as formas a fugir. Cery, o mais dedicado, e pela leitura pude perceber que ele tem uma forte queda por ela, acaba ajudando ainda mais sua amiga, trocando favores e cobrando favores de pessoas que os deviam. Mas infelizmente, com todo o esforço feito, Cery não consegue proteger sua amiga como gostaria…

Este livro é dividido em duas partes: a primeira vai até a captura de Sonea e a segunda se desenvolve já dentro do Clã. Por ser uma fantasia, “O Clã dos Magos” possui uma narrativa mais lenta e cheia de descrições, mas não se desanimem, caso não estejam familirizados com este tipo de escrita, a segunda parte reserva grandes revelações e dá um rumo diferente para a história, uma agitada.

Trudi me encantou! Primeiramente por ser uma mulher escrevendo uma fantasia maravilhosa e principalmente por suas descrições fantásticas. Além disso, ela deu corpo à favela em uma história. Assim como Sonea afirma que as favelas são habitadas por pessoas trabalhadoras que procuram seu lugar ao Sol, também é em nossas vidas, em nosso dia-a-dia de cidade grande nas favelas, pode existir pessoas ruins, claro! Mas também existem as pessoas boas, trabalhadoras. Além dos atributos relacionados à cidade, ela também criou personagens dignos de se admirar, como Cery, um mero menino, mas que até suas últimas forças não abriu mão de sua amiga e da amizade que tinha com Sonea, e também Rothen, um mago de coração sincero que estava totalmente disposto a ajudar Sonea em sua trajetória. Existe também, como na maioria dos livros, um personagem odioso como Fergun.

O ponto negativo é que alguns momentos ficaram confusos para mim em relação a história e alguns nomes, mas depois que descobri um glossário no final do livro e os mapas criados, facilitou bastante. Mas além disso, o que me incomodou mais foram alguns erros de concordância e revisão. Existem alguns erros na própria fala das pessoas que vivam na favela, mas isso é relevante e obviamente proposital, mas em alguns pontos da própria narrativa, pude encontrá-los.

Estou contando os dias para ter o segundo livro e lê-lo! “O Clã dos Magos” é um livro ótimo e se você é fã de fantasia, não hesite, leia-o.



Deixe o seu comentário

5 Respostas para "Resenha: O Clã dos Magos | Trudi Canavan"

Clara Beatriz - 17 agosto 2012 às 23:03

Oi! Tirando o fato da narrativa, parece ser um livro interessante, mas também fico com um pé atrás por se tratarem de magos e por provavelmente ter magia, e, bem, eu tento não ler livros com feitiçaria ou algo relacionado ao oculstimo. Mas como seria essa mágica? Tem poções, feitiços, varinhas, ou é normal, sei lá, uma magia mais “ampla”?
Sua resenha ficou ótima!
maravilhosomundodetinta.blogspot.com.br

Responder

Thami - 18 agosto 2012 às 13:33

Livros que tem longas descrições de lugares e cenas realmente deixa o livro um pouco chato, porque você já chega no final da narração dos lugares e já fica cansada de ler e desanima totalmente 🙁 mas, eu ouvi criticas boas sobre esse livro, pena que o meu foco é em livros românticos porque eu amo-os *-* Livros românticos são os únicos que me prendem mesmo sabe?!

Beijos!
http://like-paradise.blogspot.com.br/

Responder

Oficina do Photoscape - 18 agosto 2012 às 19:57

Adoro livros assim,devoro demais … NHAC :3

oficinadophotoscape.blogspot.com.br

Responder

Jhéssica - 20 agosto 2012 às 20:58

nossa que top eu preciso comprar preciso ler imediatamente parece ser muito legal eu amo livros e principalmente como esse nossa estou aqui babando vou anotar aqui para comprar, a sim e obrigado pela visita em meu blog ja estou seguindo também (:
http://blognew-girl.blogspot.com/

Responder

O Vazio na Flor - 25 agosto 2012 às 15:51

A parte da narrativa me desanimou um pouco.
Ainda não consegui ler essa obra,mas ela está na lista de desejados desde que foi lançado.
Mas pelo que li em sua resenha, tirando os errinhos de revisão, o livro com certeza, tem uma pegada firme. Um assunto bacana, que remete a fantasia.
Com certeza, também quero me deliciar nas páginas desse livro..(mesmo ele sendo bem grande) rs

Beijos, beijos

Responder

Instagram

Pronome Interrogativo • Blog e Canal • • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por