Resenha: Um Mundo Brilhante | T. Greenwood - Pronome Interrogativo • Blog e Canal •
fevereiro 27, 2012 Falando de Resenha

Resenha: Um Mundo Brilhante | T. Greenwood


.

Autor: T. Greenwood
Onde comprar: Compare preços
Skoob: Adicione!

Quando o professor Ben Bailey sai de casa para pegar o jornal e apreciar a primeira neve do ano, ele encontra um jovem caído e testemunha os últimos instantes de sua vida. Ao conhecer a irmã do rapaz, Ben se convence de que ele foi vítima de um crime de ódio e se propõe a ajudá-la a provar que se tratou de um assassinato. Sem perceber, Ben inicia uma jornada que o leva a descobrir quem realmente é, e o que deseja da vida. Seu futuro, cuidadosamente traçado, torna-se incerto, pois ele passa a questionar tudo à sua volta, desde o emprego como professor de História, até o relacionamento com sua noiva. Quando a conheceu, Ben tinha ficado impressionado com seu otimismo e sua autoconfiança. Com o tempo, porém, ela apenas reforçava nele a sensação de solidão que o fazia relembrar sua infância problemática. Essa procura pelas respostas o deixará dividido entre a responsabilidade e a felicidade, entre seu futuro há muito planejado e as escolhas que podem libertá-lo da delicada teia de mentiras que ele construiu. Esta, enfim, é uma história fascinante sobre o que devemos às pessoas, o que devemos a nós mesmos e o preço das decisões que tomamos.

Primeiro devo dizer que o livro foi bem diferente daquilo que eu imaginava. Não quero dizer que criei expectativas em relação à ele, mas a sinopse e a capa contribuiram para ter um outro pensamento relacionado à história.
Na história de “Um Mundo Brilhante”, conhecemos Ben Beiley, doutor em história que além de trabalhar como professor-adjunto na Northern Arizona University na cidade onde mora, Flagstaff, trabalha também no Jack’s, um bar local, para complementar sua renda. Ele mora com Sara, sua noiva faziam dois anos, formada em enfermagem e, de certa forma, tem tudo o que deseja e controla, de uma maneira sutil, a vida de Ben.

A trama começa a se desenvolver um dia após o Halloween, quando Ben acorda, desejando que seu jornal já estivesse na porta da sua casa para que pudesse lê-lo, mas se depara com o cadáver de um rapaz indígena e Ricky era seu nome. Ben acaba conhecendo a irmã do rapaz no hospital, Shadi e ambos eram proveniente da reserva de Chinle, localizada no Arizona. A partir do momento em que Ben conhece Shadi, alguma coisa, um fogo ou paixão inexplicável, acontece. Acredito que o motivo disto ter acontecido seria a irmãzinha de Ben, Dusty, ter morrido e ele se identificava pela dor que ela, a menina navajo, estava sentindo.

Havia milhares de outras coisas que ele queria dizer, mas sabia que isso só pioraria as coisas. Assim, ele simplesmente escreveu: “Feliz Natal – Ben”. Enquanto se afastava do trailer, olhou para o alto-falante no retrovisor e soube que aquela seria, e tinha de ser, a última vez que iria embora. Ele seria pai. Marido. Não destruiria aquilo. Não arruinaria outras vidas.

A história é dividida em cinco partes: Mundo Vermelho, Mundo Azul, Mundo Amarelo, Mundo Preto e Branco e O Mundo Brilhante; onde cada parte do livro representa, de certa forma, uma fase que o protagonista estava passando. Narrada em terceira pessoa, através da visão de Ben, o livro tem determinadas partes que fazem ele lembrar-se do seu passado, da sua infância, e assim, acaba intercalado passado e presente. O enredo em si não ficou preso somente ao assassinato, mas girava em torno também das escolhas que Ben deveria tomar, como deveria agir, suas mentiras descaradas, suas histórias mal contadas, as quais Sara nunca questionava e a “investigação” que ele estava tentando fazer em relação ao assassinato para que tudo fosse resolvido e o culpado fosse pego.
Devo dizer que infelizmente, infelizmente mesmo, este livro não foi uma trama extremamente maravilhosa, que nos deixa com água na boca para ler. Tammy acabou se perdendo em alguns momentos e criou um protagonista fraco e medroso, que apenas acatava a decisão de todos, tanto de Sara como de seus pais, mais especificadamente, seu pai, Frank
Uma das coisas que mais me agradou no livro foi a construção dos momentos que Ben passou, algo bastante humano e próximo da nossa realidade, das escolhas que devemos tomar na vida e que muitas vezes são caminhos que não têm volta. Além disso, teve uma pitada maior de realidade em relação às etnias ou religiões diferentes, isso é caracterizado no livro, mesmo que de forma sutil. É necessário apenas um pouco de atenção para identificar isto. Outra característica que gostei bastante, foi o modo que a autora escreve, seu jeito poético, mas ao mesmo tempo moderno, descrevendo a delicadeza da neve, os momentos de amor de uma forma bastante sublime.

No geral o livro não foi ruim, mas poderia ser melhor. E vocês, já leram? O que esperam da história?



Deixe o seu comentário

17 Respostas para "Resenha: Um Mundo Brilhante | T. Greenwood"

gabi - 27 fevereiro 2012 às 20:14

Eu concordo com a sua resenha. O livro poderia ter sido melhor. Eu esperava uma leitura totalmente diferente do que o livro realmente é, acabei me decepcionando e infelizmente não consigo gostar dos personagens e tal..

Gabi

Responder

Mateus Lopes - 27 fevereiro 2012 às 20:48

parece ser um livro bem escrito 🙂

Responder

Laís Doce - 28 fevereiro 2012 às 00:44

Oie flor!!
Então, valeu pela dica lá com as figuras. Eu tinha feito o que você falou do photoshop..o problema estava no picasa mesmo…mas ja resolvi!! XD

Responder

Michelle - 28 fevereiro 2012 às 09:08

Não conhecia esse livro. Gostei da divisão das fases da vida do protagonista por cores.
bjo

Responder

Ana Lange - 28 fevereiro 2012 às 10:01

Não li. Sei como é ruim quando a gente se decepciona com a história, espera mais e no fim =/…

Responder

Angela Graziela - 28 fevereiro 2012 às 17:05

Eu já li esse livro e gostei
Mas fiquei muito triste com o desfecho de todos
E me sensibilizei bastante com a esposa dele

Beijos
@pocketlibro
http://pocketlibro.blogspot.com

Responder

Mejilla - 28 fevereiro 2012 às 20:15

A capa e a sinopse realmente da uma enganadinha, mas mesmo assim eu gostei do livro justamente por se tratar de uma história que leva a um rumo diferente. Gostei da resenha, beijos!

Responder

Lary Silvestre - 29 fevereiro 2012 às 20:07

Oláá, tudo bom?
Depois de um tempão (quase um mês) estou de volta com meu blog, la to explicando oq aconteceu, e com novidades e fotoos! rs
Espero vc de volta com sus comentarios lá!

Beijããão
larysilvestre.blogspot.com

Responder

Julia G - 29 fevereiro 2012 às 21:44

Já li algumas resenhas criticando esses detalhes da personalidade do protagonista, e isso me fez perder qualquer vontade de querer ler o livro. Acho que o tempo de leitura é tão escasso que não dá pra perder tempo com livro mais ou menos.

Beijos

Responder

Bruna Costa - 01 março 2012 às 17:43

Adoreei!!!
beijos flor..

@bruunacosta
http://segredosdeegarota.blogspot.com/

Responder

Paola Severo - 02 março 2012 às 14:03

Oi Thais, tudo bem? Acabei de ler o livro e gostei bastante, o kit ficou lindo demais néé?

E já estou seguindo de novo também, sei como são essas coisas. O Uma Leitora está lentamente voltando à atividade, então acompanhe as novidades que vem por ai!!

Beijo,
Paola
uma-leitora.blogspot.com

Responder

Miss Carbono - 03 março 2012 às 08:51

Comecei a ler mas achei essa história uma bomba, não consegui terminar.

Não resisti, fui dar uma olhada no final… E me decepcionei mais ainda =/

Não me atrevo a resenhar esse livro, já que não li inteiro, mas não recomendo…

até mais!

Responder

Mireliinha - 03 março 2012 às 09:15

Oie! 😀

Infelizmente a maioria das resenhas que tenho lido desse livro colocam as mesmas críticas…
Uma pena, né?! Pela capa eu já compraria! :/

:*
Mi
Inteiramente Diva

Responder

Milláh - 03 março 2012 às 12:31

eu tbm estou com uma lista enorme de livros que pretendo ler rs’
e flor, obrigado pela visita lá no CG, te espero mais vezes por la
bjs
milla-notciasteen.blogspot.com

Responder

Leeticia - 03 março 2012 às 12:44

Olá.
Obg pela visita lá no blog.
Seu blog e lindo e adorei a resenha.
Seguindo
Bjs
neversaynever-believe.blogspot.com

Responder

ThainaRodrigues - 04 março 2012 às 20:09

Amoo livro,esse parece seu bom msm .xD
ameei o blog ja to seguindoo,
Bjoo

playgirls-13.blogspot.com

Responder

Raquel Machado - 08 março 2012 às 22:57

Oi flor,
Sabe que não sei o que esperar desse livro..rsrs…acho a capa dele super interessante mas a história parece ser um drama bem profundo ne..rsrs…legal esse esquema de ele ser dividido em 5 partes…
Bjksss
Raquel Machado
Leitura Kriativa
http://leiturakriativa.blogspot.com/

Responder

Instagram

Pronome Interrogativo • Blog e Canal • • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por