Song of the Sea - Pronome Interrogativo • Blog e Canal •
maio 08, 2015 Falando de Filmes

Song of the Sea


Song of the Sea

Se existe um tipo de filme que sou apaixonada é animação. E, ultimamente, os produtores e diretores estão criando cada história mais linda que a outra com conceitos e artes incríveis, de se encantar com cada cena mesmo! E com Song of the Sea, que foi indicado ao Oscar, não foi diferente.

O filme conta a história de Ben, um menino que acreditava que teria um irmãozinho e no dia que o bebê nasce, a mãe o abandona. Na verdade, o irmãozinho que ele acreditava que seria seu melhor amigo é uma menina, Saoirse, e eles não se dão tão bem quanto o esperado. No dia do aniversário de 6 anos de Saoirse, quando a avó acreditava que ela já estava dormindo, a menina se vê atraída pela concha que foi dada para o irmão pela mãe e algumas luzes a conduz para o mar, onde algumas focas a estão aguardando. O que não esperávamos é que ela poderia se transformar em foca.

Por trás de sua transformação, existe algo muito maior e que precisa que os poderes místicos de Saoirse sejam liberados para salvar outros seres. Mas ninguém faz ideia disso! E depois que os irmãos são obrigados a ir para a casa da avó, a aventura começa e a história começa a tomar um novo rumo.

Song of the Sea

A história é baseada em diversas lendas. A principal delas é das selkies, uma lenda irlandesa e escocesa, que diz que essas criaturas mitológicas vivem como focas, mas transformam-se em humanos quando estão na terra. Um livro que se baseia nessa mesma lenda é o Garota Tempestade e que também mistura diversas lendas. Uma outra figura abordada no filme é a de Manannan Mac Lir, também da mitologia irlandesa, um gigante que chorou um oceano inteiro de tanta tristeza e foi transformado em pedra por sua mãe.

Uma das coisas mais legais que vi nesse filme, apesar de ser simples, é que o nome da menininha é Saoirse, mas a pronúncia é quase igual seashore, que quer dizer costa ou litoral, tudo a ver com ela. E o nome da mãe das crianças é Bronagh, um nome irlandês, que quer dizer sofrimento, tristeza.

De uma forma geral, esse é um filme encantador em muitos sentidos. Apesar de ser simples, é envolvente e gostoso de ser assistido. Os traço da animação é tão sutil e fofo que a transforma em algo ainda mais belo. Os gestos dos personagens, os trejeitos, tudo foi muito bem desenvolvido e pensado.

Se você estiver procurando uma animação que foge do clichê, com uma pitada de aventura, drama e fofurice, Song of the Sea é o filme perfeito! Confesso que nos últimos minutos caíram algumas lágrimas.



Deixe o seu comentário

2 Respostas para "Song of the Sea"

Brunno - 11 maio 2015 às 17:07

Que filme fofo!!!! Quero assistir, mal sabia a existência dele, quero muito assistir agora!!!

Responder

Julliana - 14 maio 2015 às 16:04

Confesso que também sou louca por animações e ainda mais essas mais simples e cheias de significados. Adorei seu blog, já estou seguindo!
Beijinhos

Paixão de Leitora

Responder

Instagram

Pronome Interrogativo • Blog e Canal • • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por