TOP 5: Isso também é coisa de mulher - Pronome Interrogativo • Blog e Canal •
março 10, 2015 Falando de Top 5

TOP 5: Isso também é coisa de mulher


Coisa de Mulher

Na cena contemporânea, as mulheres ainda sofrem com as desigualdades sociais principalmente quando se trata do mercado de trabalho. Quando a questão é diferença salarial e posto de autoridade, ainda é forte a presença do machismo em quase todas as culturas. Mas, quando o assunto é competência, nós não deixamos nada a desejar.

Apesar dos fatores históricos e culturais terem estabelecido essa divisão silenciosa e desfavorável às mulheres, nas últimas décadas o preconceito está diminuindo. Isso aconteceu à medida que as oportunidades de estudo e emprego começaram a surgir. A linha que separa profissões masculinas e femininas está perdendo a nitidez e novas configurações se apresentam ao mundo profissional.

Vale a pena conhecer algumas mulheres que se destacam em profissões constituídas culturalmente como masculinas, ou ainda, aquelas que nos remetem sempre a um nome masculino.

No mundo dos quadrinhos, pouco se ouve falar em mulheres cartunistas, sempre nos vem à mente nomes famosos masculinos. Mas, uma brasileira de Porto Alegre já está mudando essa regra. Fabiane Bento Alves Langona, conhecida como “Chiquinha”, é ilustradora, cartunista e autora de quadrinhos. Com 31 anos, graduada em jornalismo, é reconhecida pelo seu talento e pelas publicações em importantes veículos de comunicação.

Fabiane Bento Alves Langona - Chiquinha

Seu trabalho teve inicio na Revista MAD, em 2005, passando pelas páginas do Jornal do Brasil, Folha de S. Paulo, Diário de Pernambuco e Portal UOL. Atualmente, publica seus cartuns na Ilustrada (Caderno cultural da folha de São Paulo), além de atuar como roteirista.

Fabiane Bento Alves Langona - Chiquinha

Seus personagens principais são: a Elefoa, Asdrúbal Equino e Gisbelle. Seu estilo é frequentemente comparado ao de Allan Sieber e seus cartoons costumam criticar costumes e hábitos dos jovens brasileiros. Seu livro “Uma Patada com Carinho” foi vencedor do Troféu HQ MIX 2012 na categoria Melhor Publicação de Humor Gráfico.

Vanessa Selbst

Vanessa Selbst, norte-americana também de 31 anos, é uma das mais brilhantes profissionais de poker do mundo. É a primeira e única mulher a conquistar três braceletes WSOP (World Series of Poker) em eventos de campo aberto. Vencedora de vários torneios, a esportista acumulou mais de 10,5 milhões de dólares em prêmios.

Sua capacidade de competir em diversas variações diferentes modalidades, em Texas Holdem e lidar com o longo tempo de permanência nas rodadas a faz ser reconhecida como uma das mais fortes adversárias no circuito de torneios de poker.
Vanessa, formada em direito e mestre em ciências políticas, é fanática por jogos de cartas. Quando não está jogando poker, gosta de gosta de jogar basquete e tênis, e jogos como sinuca e dardos. Vanessa mora atualmente em Toronto (Canadá), e joga poker online com o nome de ‘V. Selbst’.

Em seu tempo longe das mesas, ela se envolve em questões políticas, como a luta pela justiça social. Desde 2010, mantém uma fundação chamada “Venture Justiça” com projetos voltados para justiça racial e igualdade econômica e contra a má conduta policial e abuso da autoridade governamental.

Falando em questões políticas, a nossa terceira mulher de destaque é Amal Alamuddin, a famosa Mrs. Clooney. Nascida em Beirute, Líbano, a advogada de 37 anos formou-se em Oxford (UK) e fez mestrado nos EUA, onde se especializou em Direitos Humanos Internacional e Penal. Sua mãe, Baria Alamuddin, muçulmano-sunita era correspondente do jornal libanês Al-Hayat.

Amal Alamuddin

Amal trabalhou como assistente da atual juíza da Suprema Corte dos Estados Unidos, Sonia Sotomayor. Atualmente faz parte da associação de advogados de um dos escritórios mais importantes de Londres, o Doughty Street Chambers.
A advogada fala três idiomas, árabe, inglês e francês, e tem casos famosos em seu currículo como o do jornalista Julian Assange, fundador do WikiLeaks, e o da ex-primeira-ministra da Ucrânia, Yulia Tymoshenko. É conselheira de Kofi Annan, ex-secretário-geral das Nações Unidas na Síria.

Kathryn Bigelow foi a primeira e única mulher a ganhar o cobiçado Oscar de Melhor Direção. A cineasta norte-americana venceu a categoria em 2010, pelo seu brilhante trabalho em “Guerra ao Terror” (The Hurt Locker,título em inglês).

Kathryn Bigelow

Ao logo da história do cinema, Kathryn foi a quarta mulher a concorrer ao Oscar de Melhor Direção. As anteriores foram Lina Wertmuller (“Pasqualino Sete Belezas”, 1976), Jane Campion (“O Piano”, 1994) e Sofia Coppola (“Encontros e Desencontros”, 2004).

Para fechar a nossa lista, a escritora inglesa J. K. Rowling, criadora da série de maior sucesso dos últimos anos, “Harry Potter”. A inglesa é a escritora mais bem paga do mundo, deixando nomes como Stephen King em segundo lugar.

J.K. Rownling

JK Rowling publicou seu primeiro livro, “Harry Potter e a Pedra Filosofal” em 1997. O sucesso foi instantâneo e a série completou7 livros, finalizada em 2007 com a publicação de “Harry Potter e as Relíquias da Morte”. Este foi o livro de venda mais rápida de todos os tempos – 15 milhões de cópias em 24 horas de lançamento.

As aventuras de Harry Potter foram traduzidas em 67 idiomas e se transformaram em filmes de sucesso. Os Estúdios Warner detêm a franquia Harry Potter e lançaram 8 filmes, 6 baseados em cada obra completa e o último “Harry Potter e as Relíquias da Morte”, dividido em duas partes.

J.K. Rowling atualmente está colaborando com os premiados produtores teatrais Sonia Friedman e Colin Callender em uma nova peça de teatro baseada nas histórias de Harry Potter. Mora numa luxuosa mansão no condado de Perthshire, na Escócia, e dedica-se ao seu principal hobby – escrever.



Deixe o seu comentário

2 Respostas para "TOP 5: Isso também é coisa de mulher"

Mareska - 10 março 2015 às 23:45

Amal maravilhosa <3 e GENTE EU ADORAVA O TRABALHO DA FABIANE SEM SABER QUE ERA DELA <3

Responder

Mauricio - 14 abril 2016 às 10:34

a menina de saia preta na foto que ilustra o texto sobre a Chiquinha (Fabiane Langona) trata-se na verdade da cartunista Pryscila Vieira não mencionada na matéria. Sds pelo blog!

Responder

Instagram

Pronome Interrogativo • Blog e Canal • • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por