Will & Will | John Green, David Levithan - Pronome Interrogativo • Blog e Canal •
agosto 13, 2013 Falando de Resenhas

Will & Will | John Green, David Levithan


Will & Will

Título: Will & Will
Autor: John Green, David Levithan
Editora: Galera Record
Skoob: Adicione!
Compre o livro: CULTURA | SARAIVA
Classificação: EstrelasEstrelasEstrelasEstrelasEstrelas

Em uma noite fria, numa improvável esquina de Chicago, Will Grayson encontra… Will Grayson. Os dois adolescentes dividem o mesmo nome. E, aparentemente, apenas isso os une. Mas mesmo circulando em ambientes completamente diferentes, os dois estão prestes a embarcar em um aventura de épicas proporções. O mais fabuloso musical a jamais ser apresentado nos palcos politicamente corretos do ensino médio.

Terminei de ler Will & Will com muitos marcadores a menos, com um sorriso no rosto e com um sentimento bom, inexplicável que só John Green, e agora David Levithan poderia ter me proporcionado.

Esse não é um livro que conta simplesmente a história de um Will Grayson encontrando outro Will Grayson. Ele é a demonstração sólida de como pessoas com pensamentos e jeitos completamente diferentes podem se relacionar com total pacificidade e até mesmo ajudar o outro a compreender a si mesmo.

Através de capítulos alternados, conhecemos a face de cada Will. Will Grayson tem uma vida tranquila relacionada a família, mas ainda assim tem seus demônios interiores, já que não se permite sentir emoções e suas regras são seguidas a risca para que não aconteça nada de ruim: 1. Não se importar muito com nada. 2. Calar a boca. São regras muito simples de serem seguidas, mas não te tornam uma pessoa melhor, apenas um robô que repele sentimentos. Além de ser um robô, ele só tem um amigo, Tiny Cooper, ele não é a pessoa mais gay do mundo, nem a maior pessoa do mundo, mas é a maior pessoa do mundo que é muito, muito gay e muito, muito grande. Quem escreve sobre este Will é John Green. Já o outro will grayson – atributo gráfico utilizado pelo David Levithan – vive apenas com sua mãe e ambos foram abandonados pelo pai. Ele acredita que chegou num ponto de sua vida que não tem o direito de desejar nada, porque nada de bom realmente vai acontecer, mas ele acaba desejando Isaac.

A história, num todo, parece girar entorno apenas de Will e Will, mas não é bem assim. E é isso o que torna o livro totalmente incrível e especial. Na verdade, o denominador comum é Tiny Cooper, um ser simplesmente fabuloso, tanto seu caráter e jeito, e por ser tão fabuloso, escreveu um musical para contar a história de si mesmo, Tiny Dance que pretende estrear na escola em que estuda com o apoio da AGH, Aliança Gay-Hétero.

Por outro lado, Isaac faz toda a diferença na história e na vida de Will, de David, por ser a única pessoa que sabe de cada detalhe da vida dele. Eles nunca se viram, apenas conversam pela internet há um ano e ambos sentem atração um pelo outro. Tudo poderia ficar apenas online quando decidem se encontrar.

Afinal, como os Will Graysons se conheceram? Exatamente no dia em que Tiny e Jane resolvem ir a um show para maiores de 21 anos e Will resolve ir junto. Existe um porém: nenhum deles tem realmente 21 anos e Will queria muito testar seu documento falso. Mas apesar de ser perfeito, num papel timbrado e tudo o que havia direito, no final das contas ele ainda tinha 20 anos. Então Tiny e Jane vão ao show e Will, que foi barrado, os espera mas resolver ir ao sex shop do outro lado da rua para finalmente usar o documento. Ele funciona no estabelecimento, mas na hora de pagar, o atendente percebe que seu nome é diferente do cartão de crédito e o chama de Will Grayson. E lá dentro estava o outro Will Grayson, que havia, finalmente, marcado um encontro com Isaac e o ouviu seu nome sendo chamado.

– Quem é você?
Eu me levanto e respondo:
– Hã, eu sou Will Grayson.
– W-I-L-L-G-R-A-Y-S-O-N? – pergunta, soletrando impossivelmente rápido.
– Hã, sim – digo. – Por que a pergunta?
– Porque eu também sou Will Grayson.
– Tá de sacanagem? – pergunto.

Apesar de terem o mesmo nome, eles não têm muitas coisas em comum. Mas ao se encontrarem, acabam percebendo que existe um objetivo que os move: entender a si mesmo.

O desenrolar da história tem altos e baixos adolescentes, descontrole emocional, pressão, tristezas, alegrias, música, tudo o que a vida de um jovem poderia ter e o principal, as descobertas. Esse não é um livro que tem como foco o relacionamento homossexual, mas fala da paixonite aguda que os adolescentes passam e pelas descobertas de uma maneira tão sutil e incrível que não dá vontade de largá-lo.

A linguagem que os autores escolheram foi simplesmente perfeita. Não tem nada de encantado ou perfeito, é uma trama nua e verdadeira, incluindo os palavrões e piadinhas, até as de mau gosto. O tom irônico e cômico é o que faz toda a diferença. É impossível não rir com as tiradas dos personagens. Além disso, a evolução dos personagens, as mudanças que ocorrem são o que tornam o livro tão especial.

Não pense que este é um livro que fala apenas de relacionamentos homo-afetivos. Posso dizer que a homossexualidade é a última coisa a ser declaradamente abordada aqui. Will & Will é a busca do ser em si mesmo e é, sem dúvidas, um livro que agradará a muitos.



Deixe o seu comentário

11 Respostas para "Will & Will | John Green, David Levithan"

Mirelle - 14 agosto 2013 às 02:28

Amiga, o que falar de sua resenha? U-A-U! Incrível como você consegue me prender com suas palavras e me deixar babando por um livro. Definitivamente preciso ler urgente Will & Will. Beijos, Mi

http://www.recantodami.com

Responder

Mareska - 14 agosto 2013 às 11:48

TINY COOPER É AMOR <3

Responder

Luara Cardoso - 15 agosto 2013 às 19:32

Esse livro é simplesmente FANTÁSTICO. A mensagem de amor e de amizade que ele passa supera qualquer esteriótipo que ele possa carregar.
Eu acho que esse livro deveria ser: “Will & Will – Um nome, um Tiny Cooper” hahahaha <3 Ele foi essencial pra mim. 🙂

Um beijo,
Luara – Estante Vertical

Responder

Juliana - 15 agosto 2013 às 21:45

Estou LOUCA para ler esse livro! Mas tenho uma lista super-enorme antes dele hahaha, amo o seu blog! <3

XX, cojuliana.blogspot.com

Responder

camila lacerda - 15 agosto 2013 às 23:30

Oii Thaís, eu quero muito ler esse livro e confesso que minha inspiração ainda não voltou =s mas postei ontem !!

Responder

Luuh Marcely - 16 agosto 2013 às 11:49

Sua resenha foi excelente, mas eu não leria. Quero dizer, eu poderia ler se eu não tivesse absolutamente mais nada pra ler ou então eu tivesse só esse livro ao meu lado.

http://www.november92.com

Responder

Carol Della Torre - 16 agosto 2013 às 13:31

Oi Thaís, eu fiquei simplesmente apaixonada por esse livro. Ele é tão sincero e cru e trata de assuntos tão comuns que não tem como não se apaixonar por essa estória. Ainda mais com a combinação deliciosa de escritas do John Green e do David Levithan.
Sinceramente, acho que o grande personagem do livro é o Tiny e não é por menos, ele é incrível, como disse na minha resenha, o personagem mais “vivo” que já conheci.
Não acho que esse seja um livro para qualquer um, por n motivos, mas eu me surpreendi demais com a leitura e me emocionei. Praticamente marquei o livro inteiro com citações hahaha Amei a resenha, beijos.
http://rehabliteraria.blogspot.com.br/

Responder

Gabi - 17 agosto 2013 às 11:40

Eu adorei esse livro. É engraçado, divertido, mas ao mesmo tempo, a história é muito bem escrita e o lado de aceitação e o desenvolvimento dos personagens faz desse um ótimo livro.

Responder


Thaís Lemos Cavalcante
agosto 18th, 2013 em 10:43
respondeu:

@Gabi Exatamente, Gabi! É isso o que me conquistou. Com simples palavras e sem ser forçado demais, os autores fizeram uma história linda, uma lição pra vida.

Responder

Lucas - 17 agosto 2013 às 22:33

Até então, nenhuma resenha tinha me deixado com tanta vontade de ler o livro quanto a sua. Estava pensando seriamente não ler. Mas, resolvi dar uma chance. Beijos!

Lucas – Carpe Liber
livrosecontos.blogspot.com

Responder


Thaís Lemos Cavalcante
agosto 18th, 2013 em 10:42
respondeu:

@Lucas Ah, Lucas! Fico muito feliz por ler isso e espero que você goste muito dos Wills! <3

Responder

Instagram

Pronome Interrogativo • Blog e Canal • • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por